Usar protetor solar, roupas compridas e beber bastante água são práticas que podem prevenir não somente queimaduras, mas também desidratação, insolação, descamação e pele vermelha. Pode evitar ainda o envelhecimento precoce e o surgimento de câncer de pele. Por isso, os cuidados com a pele devem ser redobrados no verão.

A dermatologista da Secretaria de Estado da Saúde do Espírito Santo (Sesa), Telma Lúcia de Macedo, orienta que o protetor solar deve ser aplicado de duas a três vezes ao dia. Mas se a exposição ao sol for intensa, o recomendado é passar a cada duas horas. Inicialmente ele deve ser passado no corpo meia hora antes de tomar sol, tempo necessário para formar uma película protetora na pele.

Os cuidados com a pele devem ser redobrados no verão.

“Para adquirir um protetor, o recomendável, no mínimo, é um fator 30, com proteção UVA e filtro físico, que é aquele que fica branquinho quando passamos, sendo preferível usar fatores de proteção mais altos, que são mais eficazes”, explica a dermatologista.

Na estação mais quente do ano é importante aliar o lazer com os cuidados com a pele. Por isso, sempre ao sair de casa prefira usar roupas compridas e frescas para se proteger. Algumas roupas têm proteção UV contra os raios ultravioleta, nocivos à pele, e por isso bloqueiam o sol mesmo molhadas, ao contrário das roupas que não possuem essa proteção. “Sempre que sair de casa, o ideal é vestir roupas compridas e bonés com abas largas, principalmente pessoas que trabalham expostas ao sol”, orienta a médica.

Frutas como limão, laranja e mexerica, bem como salsa e nabo, podem causar manchas e até queimaduras na pele de grau leve a moderado, com bolhas até feridas. É a fitodermatite, ou seja, dermatite causada por planta. A dermatologista ainda explica que se deve ter cuidado ao manusear esses produtos e tomar sol. O ideal é que sempre ao usá-los procurar lavar bem o local com água, evitando expor a região. E ao se bronzear, o correto é passar o protetor solar. “Mas as pessoas deveriam aceitar a cor natural da pele, pois o bronzeado não dura muito tempo, deixa a pele manchada.  E a exposição crônica ao sol gera outros malefícios”, conta.

sol calor tempo quente
20 minutos de exposição ao sol durante o dia já são o suficiente para fixação da vitamina D pelos ossos.

Entretanto, o sol também traz benefícios para o corpo. A vitamina D, por exemplo, é produzida somente com a exposição ao sol, principalmente nos horários de maior radiação UVB, que são de 10 horas às 16 horas. A dermatologista explica que 20 minutos durante o dia já são o suficiente para fixação da vitamina D pelos ossos. “E não necessariamente precisa ficar com o corpo todo exposto ao sol, mas a exposição do rosto e braço no dia a dia já produz a vitamina no corpo”, esclarece.

Câncer de pele

A médica Telma Macedo explica que a exposição diária ao sol sem cuidados com a pele pode alterar o DNA da célula, desenvolvendo assim algumas doenças como o envelhecimento precoce e lesões pré-cancerosas, que podem evoluir para o câncer de pele.  Há dois tipos de câncer: o carcinoma basocelular, oriundo da exposição solar e fatores genéticos; e o carcinoma espinocelular, que tem como fator determinante a exposição ao sol.

O tratamento do câncer de pele é feito através de cirurgias, cauterização das feridas na pele do paciente ou ainda fototerapia. O melanoma é um câncer de pele mais grave, mais perigoso, que é originado por um componente genético. Pessoas com histórico de muitos cânceres de pele e muitas pintas no corpo têm maior risco de desenvolver melanoma.

Cuidados que se deve ter ao tomar sol

  • protetor solar
    Aplique o protetor solar 30 minutos antes de se expor ao sol.

    Faça uma exposição progressiva ao sol, começando aos poucos caso não tenha o hábito e mesmo assim queira um bronzeado;

  • Tomar sol faz bem porque a luz natural atua na produção de vitamina D, que é muito importante para os ossos, mas não se deve exagerar, pois o que seria benefício pode se tornar prejudicial à saúde;
  • Evite a exposição aos raios solares mais fortes das 10 às 16 horas;
  • Use óculos escuros e roupas mais cobertas e frescas que ofereçam uma proteção eficaz;
  • Utilize sempre um protetor solar adequado à sua pele e aplique-o 30 minutos antes de se expor ao sol, para que tenha tempo de penetrar na pele;
  • Reaplique o protetor durante o dia, principalmente depois de ir à água ou de suar muito, a exemplo de trabalhadores que se expõem ao sol por um período prolongado;
  • Beba líquido com frequência, pois ajudam a hidratar o corpo e a pele.
Deixe seu comentário