Em busca de reduzir a criminalidade e os índices de homicídios no município, Guarapari vai receber nos dias 16, 17 e 18 de setembro, a Campanha Itinerante pelo Desarmamento, uma ação do Governo do Estado por meio da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (SESP), que está sendo apoiada pela Prefeitura de Guarapari.

PFInteriorizaDesarmamento
A entrega é indenizada com o valor que pode variar de R$ 150,00 a R$ 450,00

Desarmamento. Qualquer pessoa pode fazer a entrega voluntária de armas de fogo sem que haja punição, desde que seja maior de idade. A entrega é indenizada com o valor que pode variar de R$ 150,00 a R$ 450,00, dependendo do calibre e tipo da arma de fogo, que é liberado para saque em 48 horas após a entrega, ficando disponível por um período de 30 dias. O cidadão recebe um protocolo para realizar o saque em qualquer agência do Banco do Brasil.

Além disso, quem deseja entregar o armamento não precisa se identificar, o objetivo da campanha é a retirada de armas de fogo de circulação, que não será investigada pela procedência. Para realizar o transporte legal da arma é preciso retirar uma guia de trânsito para o transporte da arma no site da Polícia Federal ou através do site entreguesuaarma.gov.br

A orientação é para que a arma possa estar descarregada, se possível desmontada e embalada. Com o relançamento da Campanha do Desarmamento, 61 postos de coleta de armas estão à disposição da população em todo o Estado em unidades das polícias Militar, Civil, da Polícia Federal e da Polícia Rodoviária Federal. Até o final de 2014, o posto itinerante estará nos municípios de Afonso Claudio, Colatina, Baixo Guandu, Barra de São Francisco e Montanha.

campanha desarmamento-hg
Em Guarapari, os três dias de ação pelo desarmamento, acontecerá na Praça da Gratidão.

Em uma ação conjunta, o Assessor Especial da SESP, Paulo Moraes, promoverá palestras nas Escolas Municipais. Os alunos terão uma aula educativa sobre a conscientização do perigo de possuir uma arma de fogo em casa.

Moraes, que também é pedagogo, ressaltou que as palestras funcionam como espaço aberto de debate e conscientização das gerações futuras. “As palestras ministradas nas escolas ocorrem paralelo a campanha de desarmamento e nosso objetivo principal, além de conscientizar as crianças e adolescentes sobre o perigo de possuir uma arma de fogo, é criar na geração futura uma cultura de paz”. Durante as palestras, cada uma com 30 minutos de duração, será feita apresentação em slides com fotos e notícias de acidentes fatais ocorridos dentro de residências, justamente em função da presença de armas de fogo.

Os três dias de ação pelo desarmamento, acontecerá na Praça da Gratidão, na cabeceira da ponte, ao lado da Igreja Católica, em uma tenda montada para receber as armas dos cidadãos.