A morte de dezenas de pássaros na praça Irineu José Vicente, no Centro de Guarapari, nesta semana causou revolta por parte de frequentadores e moradores do local. Pelo menos 20 pássaros de várias espécies, como canários da terra, sabiás, rolinhas e até pombos, foram encontrados mortos ou agonizando.

Os pássaros começaram a morrer na manhã de ontem (19). Penha Luciano trabalha em uma banca de revistas na praça e viu os pássaros ainda agonizando logo cedo. “Quando eu cheguei para trabalhar tinha pelo menos uns 20 pássaros de vários tipos mortos ou agonizando. O pessoal da varrição já tinha recolhido um monte e ficaram vários para trás”, contou a comerciária.

Hoje pela manhã ainda era possível encontrar pássaros mortos
Hoje pela manhã ainda era possível encontrar pássaros mortos. foto: João Thomazelli/Portal 27

Penha contou que todos os dias ela e outras pessoas colocam comida para os pássaros na praça, mas nesta terça-feira em um canto, havia comida para os pássaros que foi colocada de madrugada. Acredita-se que a ração foi misturada com veneno.

A secretária de meio ambiente de Guarapari, Jéssica Martins, esteve na praça hoje à tarde e disse que vai pedir as imagens de uma câmera de videomonitoramento que existe no local para tentar identificar o autor do envenenamento dos pássaros.

13697051_1573375836297555_5816710604796500186_n
Penha Luciano tirou fotos dos pássaros mortos na manhã de ontem (19). De acordo com ela haviam pelo menos vinte animais mortos.

“Nós já requisitamos as imagens e vamos tentar identificar o autor do crime ambiental. Este é o tipo de situação previsto na lei de crimes ambientais e o autor pode pegar uma pena que varia de três meses a um ano de reclusão”, explicou Jéssica.

O comerciante Manoel Borges, 65 anos, mora de frente para a praça e ficou revoltado com a situação. Na frente da janela da casa dele, em um poste, tem um ninho de canário da terra e todos os dias ele coloca frutas e ração para os pássaros.

Na tarde de hoje ainda havia um canário da terra e uma rolinha mortos no canteiro da praça. Foto: João Thomazelli/Portal 27
Na tarde de hoje ainda havia um canário da terra e uma rolinha mortos no canteiro da praça. Foto: João Thomazelli/Portal 27

“Eles são meus despertadores. Todo dia eu coloco fruta ou canjiquinha para eles. Não sei o que se passa na cabeça de uma pessoa que faz isso. Tem que pegar este cidadão e conversar com ele, pois ele não deve estar bem para fazer isso”, lamentou o comerciante.

Na manhã de hoje (20) pelo menos mais quatro pássaros foram encontrados quase mortos. O taxista Paulo Silas, que trabalha na praça, conseguiu salvar dois, mas um canário da terra e uma rolinha morreram. “Quando eu cheguei eles estavam se debatendo. Eu peguei um pouco de leite na padaria e dei para eles. Dois sobreviveram, mas ou outros morreram”, lamentou Silas.

Ele chegou a fazer um vídeo da situação. “Alguém tem que tomar providências. Está todo mundo revoltado aqui na praça. Eu falei com a polícia militar, liguei para o 190 e para o disk denúncia 181 para falar da situação. O responsável tem que ser punido”, desabafou.

Veja o vídeo feito hoje pela manhã:

 

Comments are closed.