Um acidente envolvendo cinco veículos deixou um jovem gravemente ferido e a pista interditada por 1 hora e meia na BR-101, na altura do quilômetro 332 em Guarapari.

O acidente aconteceu por volta das 9h40 da manhã de ontem (7), quando os veículos estavam seguindo de Vitória sentido Rio de Janeiro e segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o motorista de um caminhão-baú não conseguiu frear, atingindo três caminhões que estavam a sua frente.

Uma pick-up corsa placa DBE-9299 que seguia atrás dos caminhões, não conseguiu frear e bateu, ficando com a frente totalmente danificada. O motorista da pick-up Corsa, Aguinaldo Porto, 65 anos, foi levado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Guarapari, mas segundo seus familiares que compareceram ao local, ele não teve ferimentos.

O engavetamento aconteceu na manhã de ontem (7). Foto: Philipe Marchezi.
O engavetamento aconteceu na manhã de ontem (7). Foto: Philipe Marchezi.

O jovem, Kelowshesman Barbosa Godinho, 26 anos, que estava no banco do carona do caminhão-baú placa KPL-7608 de Italva Rio de Janeiro, que segundo a PRF teria provocado a batida, ficou preso às ferragens e foi retirado do veículo com a ajuda do corpo de bombeiros.

Uma ambulância do Samu prestou os primeiros atendimentos no local do acidente. Em seguida o jovem foi socorrido para o hospital São Lucas, em Vitória. De acordo com a assessoria da Secretaria Estadual de Saúde (Sesa) o estado de saúde dele é grave.

No local do acidente apenas dois caminhões baú e a pick-up ficaram no local para serem rebocados pelo guincho. Já os outros dois veículos não tiveram danos e foram liberados. Segundo o PRF Edmar Camata, por causa do acidente a pista ficou interditada por um período de 1hora e meia causando congestionamento de cinco quilômetros nos dois sentidos da via.

“É importante lembrar que o acidente aconteceu em uma reta, durante o dia e com a pista seca. São condições favoráveis para um trânsito seguro. Entretanto, um veículo reduziu a velocidade e o veículo de traz estava em alta velocidade e provocou o acidente”, disse Camata.

Deixe seu comentário