Não é de hoje que a Equipe Strike tem mostrado força. São muitos títulos conquistados e muitas medalhas e troféus. No Campeonato Mundial da Confederação Brasileira de Jiu-Jitsu Esportivo, foram nada mais, nada menos, do que cinco medalhas no total.

Seis atletas representaram a cidade no Mundial, quatro trouxeram medalhas. O portal27 esteve na Academia Pepê Apolo, onde a equipe treina e conversou com todos eles. A paixão pelo esporte é clara e o orgulho de trazer tantos títulos para Guarapari também.

Para ganhar tantos títulos, não existe segredo, só existe um caminho: o treino. A média de treino dos lutadores da Strike é de 5 horas por dia, seis vezes por semana. Não tem moleza. Quando as competições se aproximam, o treino fica ainda mais pesado.

A dificuldade está em conseguir patrocínio. Todos utilizam recursos próprios para viajar e competir. Isso faz muita gente desistir do esporte. “Ninguém ajuda e os poucos que ajudam, não dão um valor tão significativo. Você pede e eles dão R$ 50”, explica Pedro Agrizzi, tetra campeão Mundial.

Esse é o quarto título de Pedro na competição. Foto: Arquivo Pessoal.
Esse é o quarto título de Pedro na competição. Foto: Arquivo Pessoal.

Eduardo Norbim Júnior, ouro na faixa azul no Peso Médio, foi competir porque a família deu o suporte. “Peguei um pouquinho com minha mãe, um pouquinho com meu pai e um pouquinho com meu irmão. Aqui, em Guarapari, é mais fácil eles patrocinarem alguém de fora do que da cidade”, desabafa.

Eduardo além de fazer os treinos de Jiu-Jitsu na Academia Pepê Apolo, faz funcional na CrossFit Guarapari. Foto: Arquivo Pessoal.
Strike além de fazer os treinos de Jiu-Jitsu na Academia Pepê Apolo, faz funcional na CrossFit Guarapari. Foto: Arquivo Pessoal.

Como a preparação exige muito dos atletas é preciso passar muitas horas treinando, por isso, a dedicação precisa ser quase que integral. Dessa forma, é praticamente impossível manter uma rotina de treinos e um trabalho. Por isso, o apoio de empresários e, até mesmo, do poder público é tão importante no esporte.

Medalhas no Mundial

Pedro Paulo Agrizzi (Faixa Marrom Peso Médio) – Ouro

Eduardo Norbim Júnior (Faixa azul Peso Médio) – Ouro

Toti (Faixa Marrom Adulto Meio Pesado) – 2 Bronzes

Leticia Wambier (Faixa Branca Peso Médio)- Prata

Outros atletas de Guarapari que também competiram foram Darik Vieira, Faixa Azul Juvenil, e Thiago Oliveira, Faixa Preta (professor).

Estadual em Guarapari

Uma das etapas do Campeonato Estadual de Jiu-Jitsu acontece aqui em Guarapari, neste domingo (2), às 9h, na Escola Maria das Graças. Essa competição é por equipe, portanto, cada time coloca três atletas no tatame em categorias e peso diferentes. O resultado final é que determina qual equipe é vencedora.

Patrocínio

Para quem quiser ajudar a equipe, basta entrar em contato com os atletas. Eles não têm nenhuma ajuda. “Quem quiser fechar com a equipe é só procurar a gente. Não pedimos nem valor para um atleta em especial e sim para equipe mesmo”, conta Pedro.

Pedro – 99885-5273

Thiago – 99875-1309

Eduardo – 99719-7519

Letícia – 99967-6586

Darik – 99873-2019

Confira a galeria de fotos dos atletas

[rev_slider JiuJitsu]

 

 

Deixe seu comentário