O Espírito Santo registrou cinco ocorrências de crimes eleitorais durante o segundo turno das eleições 2018, que ocorreu neste domingo (28). Para efeitos de comparação, no primeiro turno do pleito, que aconteceu no último dia 7, foram 50 casos e 62 detenções.

Os dados foram contabilizados pelo Centro Integrado de Comando e Controle, estabelecido na Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesp).  Ocorreram três detenções (uma por boca de urna outras duas por violação de sigilo), que culminaram em três termos circunstanciados – nessas situações, a Polícia Militar conduziu os envolvidos para as devidas providências da Polícia Civil e da Polícia Federal, que tiveram o papel de polícia judiciária nessas ocorrências durante as eleições. No primeiro turno, esse número de detenções chegou a 62.

Vale ressaltar que a eleição seguiu sem maiores intercorrências, conforme destacou o secretário de Estado da Segurança Pública, Nylton Rodrigues. Foram mais de 6 mil agentes da segurança pública, entre policiais civis e militares e bombeiros, empregados no esquema que manteve a ordem no Espírito Santo.

“O capixaba pôde votar com tranquilidade. Todo o planejamento feito para as eleições foi executado da melhor forma possível. Nosso compromisso é com o povo e com a democracia”, disse o secretário.

✅ Categorias de ocorrências

❌ 2 casos de boca de urna (ambos em Vitória)
❌ 1 caso de estelionato em local de votação (Cachoeiro de Itapemirim)
❌ 2 casos de violação de sigilo de voto (ambos foram selfies na urna eletrônica e aconteceram em zonas eleitorais de Vila Velha)

Descrição dos casos

Violação de sigilo de voto
Os dois casos aconteceram em zonas eleitorais de Vila Velha. As situações foram semelhantes, nas quais os eleitores fizeram selfies na cabine eleitoral, o que é expressamente proibido, e os mesários acionaram as autoridades policiais. Os dois eleitores foram conduzidos à sede da Polícia Federal, em Vila Velha, para esclarecimentos. Eles assinaram termo circunstanciado e foram liberados. 

Estelionato em local de votação
Em Cachoeiro, uma eleitora chegou ao local para votar e uma outra pessoa já tinha votado no seu lugar. Diante da situação, a eleitora acionou a polícia.

Boca de urna
Foram dois casos em Vitória. Um deles resultou em uma detenção. Foi um eleitor flagrado distribuindo santinhos de um dos candidatos à Presidência da República. Situação ocorreu em frente ao Ifes de Vitória. Ele foi conduzido à sede da Polícia Federal, em Vila Velha, assinou termo circunstanciado e foi liberado.

🚔 Detenções

❌ 3 pessoas foram detidas. Nenhuma foi encaminhada para o presídio.
❌ Foram lavrados três termos circunstanciados. Todos foram ouvidos e liberados.

Ocorrências por municípios:

📍 Vila Velha – 2 casos
📍 Vitória – 2 casos
📍 Cachoeiro – 1 caso

Fonte: Centro Integrado de Controle e Comando da Secretaria de Estado da Segurança Pública.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!