O deputado estadual Delegado Danilo Bahiense (PSL) preside nesta quarta-feira (6), às 18h30, audiência pública, pela Comissão de Segurança da Assembleia Legislativa, para discutir as ameaças e as ocorrências de crimes em Guarapari, especialmente no verão.

Pedido. A reunião extraordinária, aberta ao público, acontecerá na Câmara Municipal da Cidade Saúde e foi um pedido do deputado Carlos Von. Durante o auge da estada de turistas, nos meses de janeiro e fevereiro, a média de registros de ocorrências de roubos e furtos chegou a 17 por dia neste ano.

Ponto de convergência. Para Bahiense, que atuou como delegado por mais de 30 anos, a segurança de Guarapari é um assunto muito sério.  “Pelo tamanho e importância da cidade, que é um ponto de convergência entre a região metropolitana e o litoral sul, é preciso de uma guarda municipal fortalecida para auxiliar no combate à criminalidade, além das polícias, é claro. A segurança do município precisa estar sempre nos holofotes, não ficando só restrito ao verão, quando um milhão de pessoas circulam pelo balneário. Os policiais são heróis que conseguem fazer muito, mesmo com um déficit tão grande de pessoal”, argumentou o deputado.

Para Bahiense, que atuou como delegado por mais de 30 anos, a segurança de Guarapari é um assunto muito sério

Redução. Neste ano, Guarapari tem apresentado redução nos números de homicídios. De janeiro a outubro deste ano, foram contabilizados 22 assassinatos. Em 2018, neste mesmo período, foram 34. Trata-se de uma redução de 34% nos indicadores.

Crimes. Mas os crimes contra o patrimônio são o principal temor no município, conforme o parlamentar, que conversou com moradores e autoridades da Cidade Saúde. “Segundo dados repassados e embasados pelos arquivos na Delegacia Online, foram mais de 4.500 registros de crimes contra o patrimônio, de todos os tipos, de janeiro a outubro deste ano. Só de furtos foram catalogadas 2.440 ocorrências. E de roubos, foram 1.104”, explicou Bahiense.

Furtos e roubos. No auge do verão, em janeiro e fevereiro, o número de furtos e roubos, juntos, chegou a 1.029 (sendo 717 de furtos e outros 312 de roubos), havendo média de 17 ações por dia destes tipos de crimes. “O verão já está chegando e o planejamento para receber os turistas e também os moradores que querem curtir a cidade precisa estar na ponta dos cascos. A audiência pública da Comissão de Segurança vem justamente para permitir que a população possa dialogar com as autoridades. E dá espaço para as autoridades mostrarem seu trabalho e, também, analisarem pleitos da sociedade”.

Deixe seu comentário