O procurador-geral de Justiça, Éder Pontes da Silva, determinou o arquivamento do processo contra o ex-prefeito de Guarapari e hoje deputado estadual, Edson Magalhães (DEM).

EdsonOficialEdson era investigado pelo Ministério Público do Estado por supostas ilegalidades em contratos da prefeitura, e chegou a ser preso pela Operação Derrama, em 2013.

O deputado classificou a operação como “desastrosa” e recebeu apoio dos deputados Guerino Zanon (PMDB) e Theodorico Ferraço (DEM), envolvidos direta e indiretamente na operação.

Por meio de nota, o Ministério Público disse não ter sido encontrada nenhuma conduta ilícita por parte do ex-prefeito.

*Fonte: Jornal A Tribuna

Deixe seu comentário