A Prefeitura de Guarapari divulgou uma errata do edital do processo seletivo para guarda-vidas nesta terça-feira (29). Alguns itens do edital haviam sido questionados por candidatos, que alegavam inconstitucionalidade em algumas exigências feitas.

Sobre a obrigatoriedade de apresentar o comprovante do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), a secretária municipal de Saúde, Aurelice Souza, informou que a Procuradoria do município reavaliou o edital e constatou que não era necessário solicitar o comprovante.

Os candidatos estão reclamando de alguns itens constantes no edital. foto: João Thomazelli/Portal 27
Os candidatos reclamaram de alguns itens do edital. Foto: João Thomazelli/Portal 27

Quanto ao outro ponto questionado pelos candidatos, sobre a não especificação do tipo de exame toxicológico, e que, segundo um dos interessados no processo seletivo, pode chegar a custar R$ 1.000,00, a secretária esclareceu que a errata também corrigiu isso.

“O exame toxicológico poderá ser feito por urina. São dois os tipos de exames toxicológicos que podem ser feitos: urina e cabelo. O de cabelo é um exame mais elaborado, que demora 30 dias. Já o exame pela urina demora dez dias, então o exame toxicológico poderá ser feito pela urina”, explicou Aurelice.

As inscrições para o processo seletivo de guarda-vidas começaram ontem (30) e vão até as 17 horas de amanhã (02). Para se inscrever, os interessados devem se dirigir a sede da Secretaria Municipal de Saúde, localizada na Rua Adamastor Antônio da Silva, s/n, em Muquiçaba.

Para conferir a errata do edital na íntegra clique aqui.

Deixe seu comentário