O Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), por meio da Promotoria de Justiça Cível de Cachoeiro de Itapemirim, encaminhou uma recomendação aos responsáveis por templos religiosos do município para que substituam os cultos e eventos presenciais por reuniões exclusivamente virtuais, durante o período da pandemia do novo coronavírus, Covid-19.

Na notificação, o MPES pondera que os cultos religiosos, geralmente, são realizados com elevada aglomeração de pessoas, muito próximas umas das outras, e em local fechado. Esses fatores elevam o risco de contágio.

Por meio da recomendação, o MPES considera que não é necessário que os moradores do município corram o risco de contaminação e propagação do novo coronavírus, já que os cultos religiosos podem ser realizados pela internet.

Veja a notificação