A Defesa Civil, A Secretaria Municipal de Obras, Secretaria de Trabalho, Assistência e Cidadania e a Vigilância Sanitária de Guarapari, fizeram uma ação conjunta no começo da tarde de ontem (12), para retirar de dentro do antigo Hospital Nossa Senhora da Conceição, particular, mas que já atendeu ao SUS, material hospitalar e remédios que poderiam causar contaminação e verificar se as estruturas do prédio foram comprometidas por causa do incêndio que atingiu o local na noite da última terça-feira. (Saiba mais)

P1030349
Durante a ação, não foram encontradas pessoas ocupando o espaço, apenas vestígios de arrombamento e depredação das dependências do local Foto: João Thomazelli/Portal27

A ação começou por volta das 14 horas. Cerca de 50 quilos de remédios vencidos e materiais de uso hospitalar foram recolhidos para serem incinerados pela vigilância sanitária. Já os técnicos da Defesa Civil foram até a sala em que ocorreu o incêndio para verificar se houve algum dano estrutural causado pelo fogo. Como o incêndio ficou restrito a apenas uma sala, foi constatado que o prédio não apresenta perigo de desmoronamento.

P1030371
Hospital recebeu ação fiscalizatória da Prefeitura. Foto: João Thomazelli/Portal27
P1030366
Dr. Franz ( a esquerda) disse que não sabia da situação do prédio.Foto: João Thomazelli/Portal27

A entrada das equipes dentro do prédio do hospital foi autorizada por um dos sócios do antigo hospital. O médico Franz Tristão de Almeida informou que doou para a Defesa Civil várias macas e colchões do hospital. O médico disse ainda que não sabia da situação do prédio, já que deixou de trabalhar no hospital bem antes dele ser desativado. Franz finalizou dizendo que até então não tinha conhecimento de que o local tinha se tornado um esconderijo para bandidos e usuários de drogas.