Nesta terça-feira, o ônibus do Hemocentro do Espírito Santo (Hemoes) estará no pátio da faculdade Doctum de 8h às 12h para doação de sangue e medula óssea. O evento é da faculdade em parceria com o Hospital Francisco de Assis.

Segundo a médica responsável pela agência transfusional do HFA, Viviane Cunha, apenas 100 senhas serão distribuídas, já que em quatro horas de atendimento, essa é a capacidade de atendimento do ônibus. 

A médica Viviane explica que a captação de sangue na cidade deve acontecer somente neste dia. “Se a procura de doadores for muito grande, eles podem até abrir a captação para o outro dia. Mas, inicialmente será só nesse dia mesmo”, ressalta. 

De acordo com a médica, não é necessário fazer jejum para doar e o processo de doação é rápido e indolor. “O processo de doação é parecido com o de tomar soro. A gente coloca um cateter na veia e assim vai começar a bombear o sangue para uma bolsa coletora. A pessoa faz o movimento de abre e fecha das mãos e tem gente que não sente nada, que é o caso da maioria das pessoas. Outras relatam apenas um desconforto, mas dor durante a doação não tem. O caso da medula óssea é a mesma coisa porque é através da doação de sangue também”.

Ela lembra que as doações de sangue e medula óssea ajudam a salvar muitas vidas. “A doação é importante porque da necessidade de pacientes que vão passar por cirurgias e pacientes que tem doenças que necessitam de transfusão de sangue mensal. É um ato solidário já que com a doação de uma bolsa de sangue até quatro vidas podem ser salvas. Por isso, peço que as pessoas compareçam e doem”, disse a médica.

Em cada doação são coletados, menos que 10% do total de sangue que existe em nosso corpo, isso dá em média 400 a 450ml. O interessado deve apresentar um documento original com foto.

Ônibus ficará estacionado no pátio da faculdade Doctum.

Quem pode doar. Antes de efetivamente doar sangue, os voluntários passam por uma triagem para avaliar sua condição de saúde e verificar se está apto a realizar a doação. Quem tem acima de 50 quilos e idade entre 16 e 69 anos pode se candidatar como voluntário. Para os mais velhos, uma ressalva: só pode doar quem tiver feito a primeira doação até os 60 anos. Já os menores de 18 anos precisam de autorização de um responsável legal.

Também é necessário que o doador esteja se sentindo bem e tenha dormido no mínimo seis horas na noite anterior a doação. Se o paciente for fumante, deve evitar fumar no mínimo duas horas antes e duas horas após a doação. Alimentos gordurosos também devem ser evitados e caso o doador tenha almoçado, deve aguardar três horas após a refeição para fazer a doação.

Os doadores frequentes, sejam homens ou mulheres, devem obedecer ao intervalo mínimo entre uma doação e outra: de dois em dois meses para homens e de três em três meses para mulheres.

Quem não pode doar: Doar Sangue é necessário e muito importante, mas exige alguns cuidados. Por isso, não deve doar quem estiver gripado, com alguma virose ou infecção, quem passou por cirurgias recentes, realizou endoscopia ou procedimentos similares há menos de 6 meses. Também está impedido de doar quem ou já teve: Hepatite (após 10 anos de idade), Doença de chagas, Malária ou Sífilis, Vírus HIV ou AIDS e cirurgia cardíaca.

Deixe seu comentário