O prefeito de Vitória, Lorenzo Pazolini, publicou na tarde desta terça-feira um vídeo onde afirmou que as aulas presenciais da capital irão retornar na próxima segunda-feira (10), no entanto, o governo do estado tem uma portaria que proíbe medidas como essa. O governador Renato Casagrande havia dito anteriormente que iria analisar a questão das aulas na sexta-feira (07), com a divulgação do novo mapa de risco.

O anúncio foi feito em uma reunião gravada e com a presença de diversas autoridades da capital capixaba, participaram representantes da prefeitura, da Assembleia Legislativa, do Sindicato das Empresas de Ensino e um coordenador da Sociedade Brasileira de Pediatria.

Confira o vídeo:

O governo do Espírito Santo ainda não se pronunciou sobre o vídeo, mas anteriormente nesta semana foi afirmado que o governador Renato Casagrande iria rever a questão das aulas presenciais na sexta-feira (07), de acordo com as classificações do novo mapa de risco.

Durante a reunião em Vitória, o prefeito afirmou que a decisão vem com muita responsabilidade e serenidade, ouvindo diversos debates e pedidos da população, que quer os filhos na escola, estando “aflitos” nas residências.

“Com muita responsabilidade e serenidade, o município vem debatendo a necessidade da volta às aulas. Tivemos intensos debates ouvindo, dialogando e interagindo. É chegado o momento do retorno. Estamos perdendo toda uma geração, não dá mais para aceitar essa condição. Temos de respeitar a ciência, ouvir os especialistas, mas também os pais, mães aflitos que estão em suas residências”, comentou o prefeito Pazolini.

Caso Casagrande confirme o que foi dito e reveja a proibição das aulas presenciais nesta sexta-feira, a decisão do prefeito Lorenzo Pazolini será válida, no entanto, se isso não acontecer ou se Vitória não estiver nas cidades abrangidas pela medida, o governo estadual poderá entrar na Justiça para anular a medida.

Deixe seu comentário