Guarapari entrou para a lista de cidades que solicita da Secretaria Estadual de Saúde (Sesa) os medicamentos cloroquina e hidroxicloroquina para tratar pacientes com a Covid-19. O protocolo foi enviado nesta terça-feira (07), pela prefeitura de Guarapari, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).

O protocolo foi enviado nesta terça-feira (07), pela prefeitura de Guarapari, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).

Outros municípios como Aracruz, Cachoeiro de Itapemirim, Itapemirim, Marilândia, Mimoso do Sul, Montanha, Iúna e Cariacica já encaminharam solicitações.

Em nota, o município de Guarapari informou que, “a Prefeitura de Guarapari, por meio da Secretaria Municipal de Saúde – Semsa, formalizou ao Governo do Estado o interesse em utilizar a cloroquina e hidroxicloroquina para tratamento de pacientes com o novo coronavirus (covid-19)”.

A cloroquina é encaminhada ao Estado pelo Ministério da Saúde para distribuição aos municípios após verificação do protocolo instituído, para regulamentação do uso. A distribuição depende do estoque disponível.

A prefeitura disse ainda que, “vale ressaltar que o uso das medicações está condicionado à avaliação médica, com realização de anamnese, exame físico e exames complementares na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), a fim de acompanhar estes pacientes para segmento clínico e medicamentoso. Também será necessário o preenchimento do Termo de Ciência e Consentimento para a utilização dos medicamentos por parte do paciente ou familiares representantes”, finaliza a prefeitura.

SAIBA MAIS

  • A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) vai enviar cloroquina para municípios que desejarem usar a medicação em pacientes.
  • De acordo com a Sesa, o medicamento será enviado aos municípios que divulgarem o protocolo de uso da substância – detalhando como ela será usada no tratamento – e uma previsão de consumo.
  • As prefeituras têm liberdade para utilização ou não do medicamento, mesmo que a decisão seja contrária ao que o Estado recomenda, segundo o secretário da Saúde, Nésio Fernandes.
  • Foi encaminhado aos municípios um ofício circular dando as devidas e claras orientações para as instituições de saúde pública que queiram adotar o protocolo do uso da cloroquina.