O Prefeito Edson Magalhães esteve na Praia de Meaípe nesta segunda-feira, 14, e segundo ele a situação é preocupante e precisa de obras emergenciais. O município está tomando as providências cabíveis, dentro da legislação, para realização de uma obra emergencial no local da erosão, um levantamento técnico já esta sendo realizado e a obra será iniciada conforme a finalização dos procedimentos legais .

Segundo prefeito, situação é preocupante e precisa de obras emergenciais. Foto: PMG

Na próxima quarta-feira, 16, o prefeito irá se reunir com o governador Paulo Hartung, em busca de recursos para a realização dessas obras emergenciais. Segundo o prefeito Edson Magalhães, em entrevista à TV Gazeta, não há muito o que fazer enquanto o mar continuar agitado. “Esse é um trabalho que não se faz de qualquer jeito. Um trabalho de contenção de 250 metros deve durar cerca de 60 dias. É preciso mobilizar máquinas pesadas, qualquer intervenção de maré vai interferir no trabalho”, explicou Magalhães.

Na próxima quarta-feira, 16, o prefeito irá se reunir com o governador Paulo Hartung, em busca de recursos para a realização dessas obras emergenciais.

O prefeito disse ainda que vai abrir uma licitação de emergência e que, a partir de hoje, a Secretaria Municipal de Obras vai começar o estudo para construir a contenção. Segunda a Gazeta, a prefeitura também vai substituir as castanheiras por outro tipo de árvore. Segundo Edson Magalhães, as castanheiras também provocam o desgaste e a erosão da orla.

A Defesa Civil informa que juntamente com a Secretaria Municipal de Obras Públicas e a Codeg vem realizando vistorias constantes na região. Hoje a equipe expandiu a área de isolamento e o local foi cercado com gelo baiano e arame. A prefeitura juntamente com a Escelsa providenciou a retirada de dois postes que estavam em área de risco.

Comments are closed.