A prefeitura de Guarapari foi procurada pelo Portal 27 para dar suas explicações sobre o pedido dos Ministérios Públicos Federal (MPF) e do Espírito Santo (MPES), que ajuizaram ação civil pública para suspender o contrato firmado entre a União, a Caixa Econômica Federal e o município de Guarapari, para a construção do Hospital Maternidade Cidade Saúde, em Guarapari.

Relatório. O pedido dos MPs, se baseia no Relatório da Controladoria-Geral da União e nos documentos analisados, a aplicação de recursos federais em tal empreendimento é de alto risco, especialmente por conta da identificação de inúmeras falhas/situações.

MPs querem suspender imediatamente o contrato firmado entre a União, a Caixa Econômica Federal e o município de Guarapari para a construção do Hospital

Omissão. Ainda segundo esses órgãos os setores competentes do Ministério da Saúde, responsáveis pela liberação dos recursos, mantiveram-se e ainda estão omissos quanto a seu dever de tomar as medidas cabíveis sobre o indicativo de mau uso das verbas públicas. Reveja aqui

Explicações.  Em suas explicações a prefeitura disse que tudo será esclarecido e que.  “O município foi notificado para que, no prazo de 5 dias, se manifeste sobre o pedido liminar apresentado na ação. Todos os esclarecimentos serão apresentados dentro do prazo estipulado”, disse a integra da nota enviada a nossa redação.

Deixe seu comentário