O Procon Guarapari, órgão vinculado à Procuradoria Geral do da prefeitura, realizou uma ação fiscalizatória nas agências bancárias da cidade. Durante a ação ficou constatado que um banco diferenciava os clientes por meio de atendimento “Prime e Exclusive”, o que é vedado pelo inciso 1º, do artigo 6º, da Lei Estadual 6226/2000 que assim estabelece:

Supervisor do Procon Municipal, Ewerton de Jesus.

 É proibido o estabelecimento de caixas “especiais” com o intuito de diminuir o período de espera de um ou mais consumidores que, juntamente com outros, aguardarem por atendimento a serviço de idêntica natureza, a pretexto de um desses consumidores ser cliente especial ou privilegiado por sua condição econômica e volume ou qualidade de negócios mantidos com o fornecedor.

9 milhões. O banco foi autuado e poderá ser multado em mais de 9 milhões de reais. O banco pode apresentar recurso. Em outros bancos da cidade foram encontradas outras irregularidades como o tempo de espera na fila, falta de banheiros para o público e a falta de caixa exclusivo para atendimento ao idoso.

“Nossos fiscais autuaram os estabelecimentos bancários bem como solicitaram as providencias cabíveis para o melhor atendimento à população de Guarapari”, afirmou o Supervisor do Procon Municipal, Ewerton de Jesus.

Denúncias podem ser feitas pelo telefone 3361 4929 ou diretamente na sede do Procon, na Rua Manoel Lino Bandeira, 523, Muquiçaba, Guarapari, ES.

Comments are closed.