Depois de ser aprovada cobrança da “Taxa de Parada”  pela câmara municipal na noite desta quinta (5), a executiva municipal do PSDB não está contente com o voto de um de seus representante no plenário. Gilmar Pinheiro (PSDB) votou a favor do projeto, o que causou um mal-estar com os integrantes de seu partido.

O vereador Gilmar Pinheiro votou a favor da cobrança da “Taxa de Parada” na rodoviária.

De acordo com o presidente do PSDB, Del Rangel, a orientação do partido era que a bancada que os representa na câmara votasse contra o projeto polêmico. “O Gilmar não respeitou nem a orientação do partido e nem a vontade do povo, eu estava lá na hora, reforcei o pedido para que ele votasse contra, mas de nada adiantou”, disse o presidente do PSDB.

Carlos Von, vice-presidente do PSDB, já havia se manifestado antes da votação e prometido a expulsão dos vereadores da sigla que votassem a favor da “Taxa de Parada”. Para ele, o que Gilmar cometeu infidelidade partidária. “O partido perdeu a confiança no vereador, ele já havia feito isso quando votou a favor do projeto que beneficiava os grande devedores da cidade. Queremos a expulsão de Gilmar do partido. Vamos encaminhar uma denúncia ao conselho de ética para que sejam tomadas as devidas providências”, explica o vice-presidente do PSDB.

“O partido perdeu a confiança no vereador”, disse Carlos Von.

Del Rangel disse ainda que o interesse do partido é ver Gilmar fora da sigla, caso isso ocorra, a diretoria do PSDB vai entrar com uma ação judicial para pegar o mandato de Gilmar na Casa de Leis. “Se ele for desligado do partido, entraremos na justiça para conseguir o mandato dele e empossar seu suplente, Rodrigo Borges, em sua cadeira no parlamento”, diz.

Grandeza. Carlos Von fala ainda, que Gilmar Pinheiro deveria sair do PSDB. “Ele anda falando por ai que não tem interesse nenhum em ficar no partido. Seria um ato de grandeza dele se pedisse para sair, por conta própria”, afirma Carlos Von.

Del Rangel, vai além e diz que Gilmar deveria renunciar seu mandato como parlamentar. “Já ouvi falar que ele está arrependido do que fez e dizendo que não quer mais ser vereador. Temos bons representantes, e se ele quiser se abster do cargo, será bem representado”, fala Del.

O Portal 27 tentou entrar em contato com o vereador Gilmar Pinheiro para saber sua posição sobre o caso, mas até o momento da postagem desta matéria não obteve resposta.

Deixe seu comentário

Comments are closed.