Secretaria de Educação já identificou cinco diplomas falsos em Guarapari

2

A Secretaria Estadual de Educação (Sedu), abriu uma investigação para apurar o uso de diplomas falsos por vários professores da rede Estadual. Entre os que foram descobertos usando diplomas falsos, estava o professor Wemerson da Silva Nogueira, que foi eleito educador do ano em 2016 e nomeado embaixador da educação no Brasil pelo MEC em 2017.

Ele é suspeito de apresentar um diploma falso da Universidade Metropolitana de Santos (Unimes), em um processo seletivo da (Sedu) para atuar como professor de química.

Entre os que foram descobertos usando diplomas falsos, estava o professor Wemerson da Silva Nogueira, que foi eleito educador do ano em 2016.

Guarapari. Em Guarapari a situação não é diferente. De acordo com a Secretaria Municipal de Educação (SEMED), nestes últimos 05 (cinco) anos, foram detectados na rede Municipal de Ensino, 05 (cinco) documentos falsificados, dentre diplomas e certificados.

Segundo a SEMED, O portador de um diploma era candidato à Concurso Público do Magistério e foi eliminado do processo de acordo com as normas estabelecidas no Edital do concurso.

De acordo com a Secretaria Municipal de Educação (SEMED), foram detectados na rede Municipal de Ensino, 05 (cinco) documentos falsificados

A secretaria explicou ainda que os demais eram candidatos à Processo Seletivo Simplificado e foram convocados pela SEMED para apresentar os documentos originais e não conseguiram comprovar a autenticidade dos mesmos. “Desta forma tiveram suas inscrições indeferidas pela Comissão do Processo Seletivo e ficaram impedidos de participar do Processo Seletivo do Município, por 02 (dois) anos”.



Investigação. Para investigar estes casos a SEMED tem um setor específico para apurar. “Quando há suspeita de falsificação, a SEMED, por meio do Setor da INSPEÇÃO entra em contato com a Instituição expedidora do documento verificando se as informações são análogas às apresentadas pelo candidato ou por meio do site do MEC verificando a legalidade do curso, se o mesmo está ativo, se a Instituição é credenciada e se tem autorização para o funcionamento do curso.  Em casos em que seja constatada a fraude, o candidato é convocado para apresentar a defesa.

No caso de candidato concursado que não conseguir comprovar a autenticidade do documento, é aberto um Processo Administrativo Disciplinar – PAD para que seja realizada a investigação e em seguida adotadas as medidas legais cabíveis. Se for um profissional contratado terá seu contrato rescindido imediatamente, sendo instaurado o devido processo legal.  

A SEMED trata cada caso com muita seriedade, visto que quem se utiliza de um certificado irregular para fazer um concurso ou mesmo tentar um registro profissional, comete um crime.”

Institucional M Conveniências [banner top]
Institucional Karla
Institucional MAllagutti

Vest 2017
Institucional Flex Motors [banner final]
Doctum Matricula R$ 90,00


2 Comentários

  1. Quem deu premio a estes camarada,não entende nada da educação! este sujeito wemerson,com seu “projeto”,é digno de pena para quem conhece da área educacional!.Vejo País afora,”professores” que não sabem nem ligar um computador! já trabalhei com vários em que sua formação acadêmica era duvidosa,dava medo de ver suas “aulas” os alunos criticavam direto e nada era feito! larguei a educação,hoje tenho outra profissão e quanto mais faço minhas palestras mais vejo a educação ir afundando com gente que são alienadas ( tem gente muito boa também) analfabetos digitais!. Pobre País,cada vez mais no fundo do poço!.

DEIXE UMA RESPOSTA