Um tiroteio no inicio da tarde de ontem (5), levou pânico aos moradores do bairro Kubistchek em Guarapari. Tudo começou quando Gilson Barbosa Pereira, 32 anos, avistou Jefferson Silva Santos, 23 anos, andando pelas ruas do bairro, sacou uma arma calibre 38 e começou a atirar. Pelo menos cinco tiros teriam sido disparados. Três deles acertaram Jefferson na região da cabeça. Ele ficou caído na rua central do bairro a espera de socorro.

IMG-20140706-WA0004
Jefferson Silva Santos, 23 , levou três tiros.

Depois de efetuar os disparos, Gilson saiu correndo e entrou em um matagal. Um PM a paisana estava por perto e viu toda a cena. Ele correu atrás de Gilson, que ao perceber que estava sendo seguido disparou contra o policial. O PM revidou e acertou um tiro de raspão na cabeça de Gilson que se rendeu. O bandido ainda jogou a arma no mato, mas ela foi recuperada. Ele foi atendido no UPA e depois encaminhado ao DPJ onde foi detido em flagrante.

IMG-20140706-WA0005
Gilson saiu correndo e foi preso em um matagal.

Vingança. De acordo com o tenente da PM Celso Luiz do Carmo, o motivo da tentativa de homicídio seria vingança, pois Gilson estaria sendo ameaçado de morte por um grupo de homens e Jefferson seria um deles. “Ele nos disse que estava sendo ameaçado no dia anterior por três homens. E que diante da ameaça ele achou por bem matar o cara (Jefferson), antes de mataram ele ”, explicou o tenente.

Saúde. Jefferson, que segundo as primeiras informações apuradas por nossa equipe, tem passagens pela policia por tentativa de homicídio, foi encaminhando para Vitória e está internado no Hospital São Lucas. Seu quadro é estável. A polícia ainda não sabe os detalhes do por que os homens tinham essa “rixa”, ou os motivos das ameaças de morte entre eles. A Delegacia de Crimes Contra a Vida de Guarapari (DCCV) vai investigar o caso.

Comments are closed.