A reportagem do Portal27 entrou em contato com a prefeitura municipal de Guarapari, para obter respostas sobre a reclamação dos moradores de Village do Sol, que pediam uma solução para  a proibição da Viação Nova Guarapari de fazer a linha municipal Centro-Village do Sol.

Essa linha faria a cidade se integrar totalmente ao sistema Transcol, que começou a circular na região no começo deste mês. CONFIRA AQUI  

Valores. Com essa linha municipal, oferecida pela Nova Guarapari, um morador poderia vir do Centro da cidade até o bairro Village do Sol, ou seja, até o pedágio, pagando (R$ 1,90). Desceria do ônibus e pegaria a linha 613 (Village do Sol) pagando (R$2,50), dando um total de (R$ 4,40).  Bem menos do que os valores cobrados pela Viação Alvorada/Asatur para ir até Vitória.

1185323_526301004116095_752890282_n
Transcol chegou a região no começo de setembro. Foto Raquel Gerde.

A empresa Alvorada/Asatur, já tinha negado ter entrado com qualquer ação contra a  linha da Viação Nova Guarapari.  VEJA AQUI.

Resposta. O prefeito Orly Gomes (DEM) respondeu através de nota, que não pode fazer nada com relação a este assunto, porque “O processo da licitação do transporte coletivo de Guarapari encontra-se paralisado, pois está sub judice desde agosto do ano passado, não podendo a Administração realizar a licitação do transporte coletivo urbano, nem conceder acréscimo de linha nem itinerário às empresas, sob pena de responder cível e criminalmente caso desobedeça a determinação da justiça”, diz parte da nota.

Orly discursou. Foto: Otília Piumbini
Orly diz que não pode fazer licitação.

Região metropolitana. Ainda de acordo com a nota, “Cabe a empresa requerer a linha judicialmente, e não ao município”.

Sobre as acusações dos moradores, de que nesta reunião o prefeito teria dito que gostaria de tirar Guarapari da Região Metropolitana, o prefeito não respondeu.

Deixe seu comentário