Após matéria publicada pelo portal 27, sobre a discussão para o início das obras em Meaípe (confira aqui), onde o líder do prefeito na Câmara Municipal, Clebinho Brambati (PTB), solicitou dispensa de interstício e primazia para a votação do Projeto de Lei Complementar 011/2017 que cria a coordenadoria municipal de proteção e Defesa Civil – COMPDEC , para que a Prefeitura possa regulamentar a Defesa Civil do Município e Projeto de Lei 112/2017 que cria o fundo municipal de proteção e Defesa Civil – FUNMPDEC.

Dr. Rogério Zanon (PRP) e Denizart Luiz Zazá (PSDB)

Urgência. Durante a votação, os vereadores Dr. Rogério Zanon (PRP) e Denizart Luiz Zazá (PSDB) entenderam que o projeto deveria ser mais discutido e foram contra o pedido de primazia (urgência) para votar o projeto. “Em momento nenhum fomos contra o projeto. Votamos a favor, pois Meaípe precisa de obras urgentemente. Mas fomos contra o pedido de votação com dispensa de interstício e primazia, que liberava outros projetos como esse de perdão para quem deve mais de 500 mil e também o projeto sobre o parque das Fleixeiras ”, disse o vereador Denizart.

O vereador diz ainda que a prefeitura estaria com problemas na Defesa Civil. “O prefeito foi orientado por alguns secretários a extinguir a Defesa Civil em fevereiro. Eu que alertei da necessidade de se reorganizar a nossa defesa civil juridicamente.Inclusive falei isso para os moradores de Meaípe. Precisamos da Defesa Civil funcionando em nossa cidade”, falou Denizart.

Ainda segundo Denizart, na verdade o problema é a falta de discussão de importantes projetos. “Nós entendemos que faltam discussões, audiências públicas e outros fatores importantes para a democracia dentro da Câmara. São projetos que precisam ser discutidos com a população e não votados rapidamente com esses pedidos de interstício e primazia”, finalizou.  

“Reafirmo meu compromisso de votar a favor do que é bom para todos e contra o que é bom para poucos”

Zanon. O vereador Dr. Rogério, encaminhou nota ao Portal 27, dizendo que votou a favor dos 2 projetos que atendem Meaípe (011/2017 e 112/2017) como votou contra dar desconto apenas para devedores acima de 500 mil, contra criminalizar imóveis irregulares em nossa cidade (aprovado na câmara e vetado pelo prefeito), contra acabar com a reserva parque das flecheiras para virar loteamento, se posicionou contra o decreto da RODOSHOPPING 362/2017 (assinado e revogado pelo prefeito) e a DESAPROPRIAÇÃO de um prédio abandonado na praia do morro por mais de 2 MILHÕES DE REAIS tendo uma sede inacabada para finalizar, demonstrando o compromisso deste vereador com GUARAPARI que foi quem o elegeu e é quem este vereador INDEPENDENTE REPRESENTA, infelizmente a matéria não abordou a votação que atende Meaípe que foi aprovada por UNANIMIDADE DOS PRESENTES, nem outras votações e decretos sobre este mesmo tema, focando apenas nesta votação de DISPENSA DE INTERSTÍCIO E PRIMAZIA. Se o LÍDER DO PREFEITO pode solicitar ao PRESIDENTE DA CÂMARA votação EXTRAORDINÁRIA de qualquer matéria SEM CUSTO PARA GUARAPARI e votar em dois dias qualquer matéria URGENTE oportunizando a todos os vereadores a igualdade de informações para as discussões em plenário, porque utilizar com frequência a DISPENSA DE INTERSTÍCIO colocando a legislativo em uma condição de submissão ao executivo.

Este vereador defende também a imprensa livre e imparcial como um dos pilares da DEMOCRACIA e não há DEMOCRACIA sem a imprensa livre e imparcial.

Finalizo agradecendo a oportunidade de responder a matéria reafirmando meu compromisso de votar a favor do que é bom para todos e contra o que é bom para poucos. OBRIGADO PORTAL 27”, finalizou Dr. Rogério através de nota.

 

Deixe seu comentário