O governador Renato Casagrande apresentou o Programa Estado Presente em Defesa da Vida ao vice-presidente da República, o general Hamilton Mourão, durante reunião, no Palácio da Fonte Grande, em Vitória, na tarde desta quinta-feira (29). O programa é considerado referência para a elaboração do Plano Nacional de Enfrentamento à Criminalidade Violenta do Governo Federal e foi apontado pelo vice-presidente como exemplo para o Brasil.

Além de conhecer a concepção do Estado Presente, Mourão recebeu informações sobre os dados de criminalidade violenta, que apresentam redução em todo o território capixaba desde o início do ano de 2019, sendo os melhores números dos últimos 23 anos. A apresentação foi elaborada pelas equipes da Secretaria de Estado da Segurança Pública e Defesa Social (Sesp), coordenada pelo subsecretário de Estado de Gestão Estratégica, coronel Antônio Marcos de Souza Reis, e da Secretaria de Estado de Planejamento (SEP).

O governador Renato Casagrande apresentou o Programa Estado Presente em Defesa da Vida ao vice-presidente da República, o general Hamilton Mourão, durante reunião, no Palácio da Fonte Grande, em Vitória, na tarde desta quinta-feira (29).

O vice-presidente elogiou o programa Estado Presente e deixou claro que a metodologia pode ser utilizada como modelo para todo o País.

“Casagrande me mostrou esse programa do governo do Estado que se chama Estado Presente, que nada mais é do que aquilo que a gente debate o tempo todo. É um trabalho de integração de todos os entes ligados à segurança pública, no uso correto das ferramentas de inteligência, para que se faça um mapeamento de onde são cometidos os crimes e a partir disso, para que o combate a esse flagelo que atinge o nosso País seja feito de forma organizada. O Espírito Santo, pela forma como vem conduzindo isso, é mais uma vez exemplo para o restante da federação”, elogiou o vice-presidente.

Mourão afirmou ainda que o programa pode se tornar um exemplo para todo o País, “porque ele trabalha exatamente naquilo que nós consideramos fundamental. Primeiro lugar o uso de tecnologia e em segundo lugar, integração de todos os entes que combatem a criminalidade”, frisou o vice-presidente.

O governador destacou a importância do Programa Estado Presente, que virou referência para o Plano Nacional de Enfrentamento à Criminalidade Violenta do Governo Federal.

O vice-presidente elogiou o programa Estado Presente e deixou claro que a metodologia pode ser utilizada como modelo para todo o País.

“O vice-presidente conheceu de perto nosso programa Estado Presente, que para nós é muito importante, pois o Governo Federal está vindo para cá utilizando nossa metodologia em Cariacica. Foi bom que ele tenha conhecido, pois queremos uma parceria no enfrentamento ao crime. Apresentamos, junto com a nossa equipe, a metodologia e os resultados e ele gostou muito do que viu. O nosso programa Estado Presente é referência nacional. Iniciamos em nosso primeiro mandato e obtivemos uma redução no número de crimes contra a vida. Retomamos o programa neste ano e estamos conquistando os menores números da série histórica. É o trabalho bem feito tanto na atuação policial quanto na social”, apontou o governador.

Participaram do evento, além do governador e o vice-presidente, os secretários de Estado Tyago Hoffman (Governo), Álvaro Duboc (Planejamento), David Diniz (Casa Civil), Luiz Carlos Cruz (Sejus), Rodrigo de Paula (PGE), Darcy Arruda (PC), Coronel Cerqueira (BMES), Coronel Barreto (PMES), Gilmar Batista (Defensoria Pública), além de representantes do Ministério Público, Tribunal de Justiça, Polícia Rodoviária Federal (PRF), Polícia Federal (PF), Agência Brasileira de Inteligência (Abin), além de prefeitos de municípios do Espírito Santo.

Redução da criminalidade

O Espírito Santo fechou o mês de julho com uma nova redução histórica no número de homicídios dolosos. Ao todo, foram 63 casos registrados em todo o Estado no período, sendo o segundo melhor resultado de todos os meses desde 1996. A estatística só não é melhor que a de junho desse ano, com 59. Foi o sétimo mês seguido de queda nos números. Os dados são da Secretaria de Estado da Segurança Pública e Defesa Social (Sesp).

No total, de janeiro a julho deste ano, foram registrados 561 assassinatos, uma redução de 19,6% em relação ao número de casos em 2018, quando foram registradas 676 vítimas. A região da Grande Vitória obteve grande destaque nessas estatísticas e fechou com o melhor mês em 23 anos. Ao todo, foram totalizados 29 homicídios, somando Vitória, Vila Velha, Cariacica, Serra, Viana e Guarapari.

O município de Cariacica, que chegou a apresentar aumento de 30% nos registros de crimes no início de 2019, após ações definidas nas diretrizes do programa Estado Presente em Defesa da Vida, passou a apresentar redução de 6% em julho, revertendo o quadro ruim do começo do ano. Foram 25 assassinatos nos últimos três meses. Somente em abril haviam sido 24 mortes.

O governador destacou a importância do Programa Estado Presente, que virou referência para o Plano Nacional de Enfrentamento à Criminalidade Violenta do Governo Federal.

Outras agendas

Pela manhã, o governador Renato Casagrande acompanhou o vice-presidente, General Hamilton Mourão, em visita ao Convento da Penha, em Vila Velha. O Frei Alessandro Dias acompanhou a visitação.

Em seguida, o governador participou de um encontro de empresários realizado pelo Sindicato do Comércio de Exportação e Importação do Espírito Santo (Sindiex). Na ocasião, Renato Casagrande ressaltou a cultura de gestão fiscal nota A alcançada em seu primeiro mandato, ainda em 2012.

“Estamos em um Estado onde o comércio internacional é muito importante e será cada vez mais com base na nossa estratégia. Temos uma gestão muito bem organizada desde 2012, quando o Tesouro começou a conceder as notas. Em 2014, zeramos os precatórios e não precisamos reservar recursos da receita corrente líquida para esse tipo de pagamento. Temos apenas 20% da Receita Corrente Liquida de dívida. Além da cultura de gestão fiscal eficiente, este ano consolidados outra inovação no Estado, que foi o Fundo Soberano, que já tem R$ 75 milhões depositados”, detalhou Casagrande.

O governador ainda chamou a atenção para a importância dos investimentos federais no Espírito Santo. “Temos desafios e dependemos muito do Governo Federal. Para que possamos nos consolidar como um Estado eficiente e competitivo, é muito importante o investimento em infraestrutura. Temos no Estado importantes investimentos, como a BR-447, o Contorno do Mestre Álvaro e a já anunciada ferrovia que liga Cariacica até Anchieta, que, no futuro, esperamos que chegue até o Rio de Janeiro. Precisamos também da duplicação da BR 262”, apontou o governador, que ressaltou a crença na retomada do crescimento econômico do Brasil.

“Estamos torcendo muito que o Brasil encontre os caminhos do desenvolvimento e que o Governo Federal tenha capacidade do diálogo internacional para que tenhamos ambiente propício para esse desenvolvimento. O papel do governo federal é muito importante na hora de vender nosso País. A visita do vice-presidente é importante para que ele possa conhecer as pautas que dependem do Governo Federal e, desta forma, tenhamos um aliado por nossas causas”, disse.

Deixe seu comentário