Nos 123 anos de Guarapari, muitas pessoas podem fazer  uma análise do passado e do futuro da cidade. Analisar o que está bom, ruim e o que precisa melhorar. Além de linda, nossa cidade tem pessoas que a amam verdadeiramente. E diz o ditado que quem ama, cuida.

Amocentro
Neto e Alberto estão sempre na luta pelo centro da cidade.

Neste contexto, uma associação que tem cuidado da nossa cidade, com seus patrimônios históricos e culturais é a Associação de Moradores do Centro (Amocentro). A associação surgiu há 14 anos quando moradores viram que certos pontos do centro estavam maltratados e abandonados. “Não fazemos isso para criticar, simplesmente queremos que nossa cidade fique bonita e segura, não somos nem A e nem B, somos Guarapari”, afirma Themistocles, também conhecido como Neto,  que é um dos fundadores da associação.

Ele explicou a nossa reportagem que este trabalho só é possível graças a ajuda de voluntários, associados e de pessoas como o senhor Alberto Crespo, que desde que chegou a Guarapari, tem ajudado a lutar pela melhoria da cidade.

Amocentro Placa
Detalhes e reparos não passam despercebidos da Amocentro.

Juntos, eles partem para a luta, pintam faixas de pedestres, ajudam na sinalização do centro, e cuidam ainda de patrimônios históricos e afetivos de Guarapari, como é o caso do Radium Hotel, que sempre recebe os cuidados da Amocentro.

Amocentro reparos
Onde existe um pequeno problema, lá estão eles.

Após ser tombado como patrimônio do Estado e com a ajuda da Amocentro, o Radium Hotel está revitalizado e oferece aulas de zumba, inglês e oficinas de costuras. Para Alberto Crespo, o importante é sempre estar em busca de melhorar.

Ele explica que sempre estará presente, para revitalizar e consertar o que for preciso em Guarapari. “Gosto do que  faço. O que estiver ao meu alcance e aonde eu puder estar presente para a melhoria desses pontos, estarei. Muitas coisas precisam ser mudadas, mas tudo no seu tempo e momento certo, com ajuda de voluntários tudo vai criando forma, acompanhar mudanças positivas é prazeroso, principalmente quando se faz parte disso” conclui.

Deixe seu comentário