Após estudar o “Manifesto do Mangue” na matéria de Arte, os alunos do 3º ano do Ensino Médio da Escola Dr. Silva Mello, localizada em Guarapari, foram até um manguezal localizado no município para retratar a realidade do local. O resultado do trabalho está em uma exposição de fotografias no Shopping Guarapari, no Centro da cidade.

A professora e autora do projeto, Fernanda da Silva Geraldo, explicou que a atividade teve dois pontos de partida. “Trabalhei em sala de aula com meus alunos sobre o ‘Manifesto do Mangue’, que aconteceu no século XX no Nordeste do Brasil, e em paralelo, observamos uma intervenção em um mangue de Guarapari, onde uma boneca fica pendurada em um galho de árvore”, explicou Fernanda.

Foto: Assessoria de Comunicação/Sedu
Foto: Assessoria de Comunicação/Sedu

No local, os alunos conheceram uma moradora, vizinha do mangue, que contou que pendurou a boneca com o intuito de espantar ladrões, pois muitos acreditam em superstições com relação à boneca, chamada de “Preciosa”, pela moradora.

“A arte nos propõe duas possibilidades: ou estudamos a proposta do artista e o tempo em que viveu para observar e entender melhor a sua obra, ou a contemplamos mesmo sem conhecimento, criando novos significados para ela. O artista se expressa de acordo com sua criatividade. O observador vê, de acordo com a sua sensibilidade. Foi daí que surgiu a ideia de retratarmos o mangue através de reflexões poéticas”, disse a professora.

Os alunos passaram um dia fotografando o mangue. A exposição das fotos, intitulada “Raízes do Mangue”, está aberta ao público, no Shopping Guarapari, até a primeira quinzena de fevereiro.

Deixe seu comentário