Amigos e familiares do representante comercial e segurança Samuel Rocha Ferreira, de 32 anos, estão realizando uma campanha na internet para arrecadar fundos para comprar uma prótese para sua perna esquerda, que foi amputada após um acidente na madrugada desta segunda-feira (10) no bairro Aeroporto em Guarapari.

Samuel Rocha Ferreira, ficou sem a perna após acidente

O amigo de infância Marx Muller Fernandes Silva contou que Samuel é casado e tem uma filha de cinco anos. Na tarde de hoje ele estava na porta do hospital reunindo forças para visitar o amigo. “Somos como irmãos porque fomos criados juntos. Ele morou com a gente. Está difícil até agora lidar com isso e a gente está até meio assim sem forças para ir lá ver ele”.

A campanha está sendo realizada no site vaquinha online e a meta é arrecadar 20 mil reais. Marx afirmou que a campanha é a forma que os amigos encontraram para ajudá-lo. “A gente pensou em uma forma de ajudar e correr atrás de conseguir a prótese para ele é a melhor. Assim ele vai poder ter a vida restabelecida. Não corremos atrás do SUS porque sabemos da demora e da dificuldade que é”.

Segundo ele, as pessoas podem doar qualquer valor pelo cartão, em dinheiro ou no boleto. Para ajudar basta procurar no vaquinha Prótese para o Samuel ou acessar o link https://www.vakinha.com.br/vaquinha/protese-para-o-samuel As doações também podem ser feitas na conta do Marx no Banco do Brasil, agência 0924-5 e conta corrente 39414-9, em nome do Marx Muller Fernandes Silva. “Tirei o pouco dinheiro que tinha na minha conta e vou deixar ela exclusivamente para o Samuel”.

Após o acidente, Samuel ficou caído no chão a espera de atendimento.

O amigo explicou ainda que Samuel vai precisar da prótese transfemural, que é a que fica presa na coxa, e custa até R$ 28.000,00. Marx afirmou que a família não tem condições de comprar a prótese e que Samuel começou a trabalhar de carteira assinada em maio. “Ele começou a trabalhar agora e estava desesperado porque estava desempregado. Ele vivia de bicos, fazia segurança e era ajudante de pedreiro”.

Ainda de acordo com o amigo de infância, Samuel continua internado na UTI do hospital São Lucas, onde teve a perna amputada, e só recebe visita de familiares e amigos mais próximos. Ele também afirmou que nesta segunda Samuel passou o dia sedado, mas hoje foi reanimado e já sabe da amputação. “Ele já sabia e tinha uma noção do que estava acontecendo porque desde o momento do acidente não sentiu o pé”.

Segundo Marx, no próximo sábado (15) Samuel será avaliado pelos médicos e deve receber a previsão de quando terá alta. Apesar de não ter mais a perna, o representante comercial está confiante. “Ele disse para a esposa que está bem e mandou dizer para os amigos que embora tenha perdido a perna, o importante é que está vivo. Agora nós amigos vamos nos unir para ajudar ele e não deixar ele ter aquela depressão que muitas pessoas que perdem uma parte do corpo têm”, disse Marx.

O acidente. Segundo o amigo, o acidente aconteceu por volta de uma da madrugada desta segunda-feira (10) quando Samuel voltava para casa após de um momento de lazer. Marx relatou que as imagens de câmeras dos comércios locais mostram que o representante comercial seguia na Rodovia do Sol sentido Santa Rosa, onde mora, e quando estava próximo ao Supermercado Casagrande,no bairro Aeroporto, foi atingido por um Gol vermelho com placa ainda não identificada.

Vídeo mostra o acidente.

“Foi constatado nas filmagens que o carro estava com os faróis apagados e acertou ele. Porém, não dá para ver o momento da colisão. Só dá para ver que ele passa na mão dele certinho e depois já mostra a moto chiando no chão porque na hora da batida ela foi arremessada”, disse Marx.

Segundo ele, o motorista não prestou socorro. “Simplesmente como se tivesse atropelado um cachorro o cara foi embora. Não parou. Entrou a esquerda do Supermercado Quero Mais e seguiu sentido Praia do Morro”.