A Comarca de Anchieta, no litoral Sul do Espírito Santo, até o momento foi a que selecionou o maior número de processos para a realização de audiências de conciliação do Projeto Caravana da Justiça, que chega neste final de semana à cidade, com a montagem dos estandes, e realizará trabalhos na segunda e terça-feiras (24 e 25).

A Caravana da Justiça ficará instalada em frente ao Centro Cultural de Anchieta, na mesma rua onde se situa o Fórum Desembargador Josias Soares, cujo diretor, juiz de Direito Carlos Henrique Cruz de Araújo Pinto, separou 215 processos, cujas partes foram intimadas para as audiências de conciliação na segunda-feira(24), das 12 às 14 horas, do Juizado Especial Criminal (Jecrim), Juizado Especial Cível e Juizado da Família, Órfãos e Sucessões.

Anchieta tem 215 400

No mesmo dia, a Comarca de Piúma, que pertence à mesma região judiciária, terá 30 processos em audiências de conciliação. Na terça-feira (25), a equipe da Caravana da Justiça se dedicará a realizar atendimentos jurídicos à população, juntamente com a Defensoria Pública Estadual e o Ministério Público Estadual, e a colher sugestões para o orçamento participativo.

Depois de Anchieta, a Caravana da Justiça parte para as montanhas capixabas, onde estará quinta e sexta-feiras, em Venda Nova do Imigrante, atendendo à comarca-sede e mais 12 Comarcas da região. As audiências de Venda Nova do Imigrante serão na quinta-feira (27), das 12 às 14 horas.

Na sexta-feira, o atendimento começa às 9 horas, com os processos de Iúna, seguindo-se Conceição do Castelo (10 horas), Domingos Martins (11 horas), Dores do Rio Preto e Ibatiba (13 horas), Afonso Cláudio (14 horas), Ibitirama, Irupi e Brejetuba (15 horas), Divino de São Lourenço, Muniz Freire e Marechal Floriano (16 horas).

O calendário prevê visitas da Caravana da Justiça, ainda, nas seguintes regiões judiciárias, ainda: 1º e 2 de julho – Colatina; 4 e 5 de julho – Linhares; 8 e 9 de julho – São Mateus; 11 e 12 de julho – Nova Venécia. Nas Comarcas de todas essas regiões os juízes já estão trabalhando na seleção de processos para conciliação e na intimação das partes para as audiências.

Foto: Antonio Cosme/TJES
Assessoria de Comunicação do TJES

Deixe seu comentário