Em sessão realizada na tarde de ontem (27), os vereadores de Guarapari aprovaram por unanimidade, o projeto de Decreto Legislativo nº 001/2017, relativo as contas do prefeito Edson Magalhães (PSD), do ano de 2007, quando ele era prefeito interino em substituição a Antonico Gotardo que havia sido afastado.

As contas de Edson foram aprovadas pelo (TCES).

As contas foram analisadas e aprovadas pelo Tribunal de Contas do Espirito Santo (TCES), sendo encaminhadas para a Câmara analisar as informações, podendo ser rejeitadas ou aprovadas pelos vereadores. Caso as contas fossem rejeitadas, o prefeito ficaria inelegível não podendo disputar a reeleição em 2020.

Maioria. Mas com maioria na Câmara, o prefeito não teve dificuldades. Dos 17 vereadores, 12 apoiam Edson. Mesmo assim, todos aprovaram as contas. O vereador Oziel de Souza (PSC), que faz parte da base de apoio ao prefeito, pediu regime de urgência, dispensa de interstício e primazia, fazendo com que as contas fossem direto para votação no plenários, tendo as comissões de Redação e Justiça e Economia e finanças, dado seus pareceres orais favoráveis, pedindo a aprovação imediata das contas de Edson Magalhães.

Deixe seu comentário

Comments are closed.