A reforma Marlim da Praia do Morro, do Monumento Turístico de Guarapari foi concluída esta semana. De acordo com a Secretaria Municipal de Esporte, Cultura e Turismo (SECTUR), a restauração custou cerca de R$ 6 mil reais para os cofres do município.

A restauração custou cerca de R$ 6 mil reais para os cofres do município.

Ainda de acordo com a prefeitura, esse é um pedido antigo da associação de moradores do bairro, que recebeu o investimento por se tratar de um monumento que “atrai inúmeros visitantes e turistas que registram em fotos e vídeos o atrativo turístico afetivo, divulgando a nossa cidade”, explicou a prefeitura através de nota.

O artista plástico contratado para a restauração é o mesmo que criou o monumento há 19 anos atrás. Juliano Filippi, é italiano e se sente orgulhoso de ter dado origem à escultura que se tornou um marco da Praia do Morro, mas o motivo da restauração não agradou o artista “Eu fico triste em ter que restaurar uma obra que não foi deteriorada pelo tempo, e sim pela ação do homem”, constatou Juliano.

 Para a reforma do Marlim foi preciso uma equipe de 5 pessoas por ser tratar de uma escultura grande, que tem 8 metros de altura, que trabalharam por duas semanas para concluir a restauração.

O monumento já foi reformado outras vezes, de acordo com Juliano desde sua inauguração ele já fez cerca de 10 intervenções na obra. Para o artista fica a esperança de não ter que restaurar o monumento novamente: “Eu quero acreditar que os moradores e turistas dessa vez vão preservar o Marlim”, disse.

O artista plástico contratado para a restauração é, Juliano Filippi, o mesmo que criou o monumento há 19 anos atrás.

O monumento foi criado para homenagear e ser tornar um marco da pesca do maior Marlim-Azul do Mundo. Ele foi pescado pelo empresário Paulo Amorim, que trouxe visibilidade internacional à cidade quando retirou das águas do município, um Marlin de 636 quilos, que de acordo com a prefeitura é um recorde internacional.

Por Cecília Rodrigues

Deixe seu comentário

Comments are closed.