JB Padrão
Banner TOP

O atleta Darik Vieira, de apenas 19 anos, treina jiu jitsu desde os seis anos de idade e já conquistou títulos importantes no esporte: um mundial, um pan-americano e um brasileiro. O atleta, que vive integralmente para o esporte, nunca obteve auxílio de custo do governo e para continuar competindo, a única saída encontrada por ele foi vender rifa e fazer vaquinha na internet.

Darik Vieira – atleta de jiu jitsu

Darik, que já luta jiu jitsu há 12 anos, conta que nunca recebeu verba pública para o esporte “infelizmente o estado não ajuda em nada”, por isso, ele está fazendo a rifa de uma cesta de chocolates e recebendo auxílio por meio de sua conta corrente. “Em todos os eventos o gasto é muito grande, vou para Londres no dia 11 de fevereiro competir o Grand Slam e depois vou para o mundial, todo mundo que compete aqui no estado sabe que tem uma carência muito grande, que a gente não recebe ajuda, a não ser de patrocinadores”, afirma Darik.

O atleta continua seu desabafo. “Além de estar representando o estado, a gente leva no peito isso e não tem nenhum retorno, a gente vai para o campeonato e volta devendo mais do que quando foi. Infelizmente o governo não vê que a gente se dedica integralmente, eles não veem esse lado nosso. Só quando a gente compete e volta com a medalha que eles dão uma olhada, mas só para parabenizar”.

Para driblar a falta de investimento, Darik tem rodado pelo estado ministrando aulas em academias, nas filiais da equipe em que treina. “Preciso arranjar verba para ir ao UAEJJF, estou fazendo aulões com as filiais da minha equipe, eu combino com cada professor de cada canto do estado e cobro um valor simbólico. Na ajuda em troca eu dou uma aula”, afirma o atleta.

Rifa do Darik

A rotina de Darik é puxada: ele malha pela manhã e treina duas vezes por dia. “Minha vida toda fiz somente isso, me dedico todos os dias ao esporte, já dei palestra em escola, para falar da importância do esporte na vida do adolescente e como transformou minha vida. Sou completamente apaixonado pelo jiu-jitsu e não abro mão disso e acho que o esporte transforma pessoas, ensina a pessoa a ter disciplina, respeitar o outro, e o jiu jitsu me transformou. Eu era um menino muito estressado, hoje em dia, graças a Deus eu sou um cara calmo, tranquilo e só pratico esporte entre pessoas boas, inclusive meu mestre Oliveira”, acrescenta Darik.

Darik agradece aos seus atuais patrocinadores e pede que quem puder comprar a rifa entre em contato com ele pelo telefone (27) 99873-2019. Há também a possibilidade de contribuir com a vaquinha, basta acessar o link http://vaka.me/442462 e contribuir com qualquer valor.

Banner Marcelo
Institucional Basic Idiomas
Institucional MAllagutti

Padrão

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here