O projeto miss Guarapari se iniciou há três anos com a proposta de Márcia Barros, da MB Models de escolher uma representante para o município. O intuito foi o de poder levar representantes para concorrer ao Miss Espírito Santo e revelar novos talentos.

Thais Bremenkamp (Miss Guarapari 2017), Sabrina Almeida (Miss Guarapari 2018) e Letícia Galvão (Miss Guarapari 2019)

“Durante esses três anos, nós levamos a vencedora do miss Guarapari para concorrer ao miss Espírito Santo. Em 2017, a miss Guarapari foi Thais Bremenkamp; em 2018, a miss Guarapari foi Sabrina Almeida; e em 2019, Letícia Galvão.

Márcia Barros, organizadora do miss Guarapari, chegou a ter sete títulos de miss em Minas Gerais, incluindo o de 1992, quando ainda tinha 15 anos. Começou a ser conhecida no mundo da moda por recrutar e preparar para a carreira de modelo jovens bonitas que têm o sonho de ser modelo.

Márcia organizadora do Miss Guarapari

Para Márcia, o trabalho é gratificante. “Pra mim é uma honra poder fazer o Miss Guarapari, poder realmente ter uma representante eleita, escolhida para representar o município, isso é gratificante. Poder essa menina estar fazendo ações para a comunidade, trabalho social com o peso que tem que é ser uma miss”, afirmou.

O miss oficial não tem taxa de inscrição. “Esses concursos que não são oficiais, que a menina simplesmente se inscreve e participa representando a cidade, quem escolhe são concursos que não são reconhecidos como realmente representantes do seu município, porque a menina não foi eleita pelo concurso oficial, pagou a taxa pra se inscrever. Normalmente as taxas variam entre quinhentos e oitenta reais até mais de mil. Tanto o miss Guarapari, quanto o miss oficial de outros municípios é ligado ao miss Brasil oficial, não tem taxa de inscrição”, afirmou.

As meninas que vencem o miss Guarapari passam por acompanhamento por profissionais. “Após a menina ser eleita ela vai ter um acompanhamento com alguns profissionais que são apoiadores e patrocinadores, preparando essa menina para o miss Espírito Santo. Elas passam por tratamento estético, nutricionista, por profissionais que vão trabalhando com ela durante um ano para estar representando Guarapari com qualidade”, finalizou Márcia.