A Câmara Municipal de Guarapari publicou no diário oficial desta segunda-feira (18), um edital de chamada pública para locação de um imóvel para funcionamento dos gabinetes dos vereadores e almoxarifado central da Câmara.

Atualmente os gabinetes funcionam em um prédio em frente ao Radium Hotel

Concorrência. Atualmente os gabinetes funcionam em um prédio em frente ao Radium Hotel no Centro da cidade. De acordo com a publicação, o no imóvel deve ter as características e condições estabelecidas no edital e nos anexos. Os donos de imóveis interessados em participar da concorrência devem apresentar propostas em envelopes até o dia da abertura do certame. O recebimento dos envelopes é até o próximo dia (26), ás 15h00.

O Edital estará disponível no site www.cmg.es.gov.br, podendo ser requisitado ainda diretamente na sede da Câmara,  ou pelo e-mail [email protected] e tel. (27)3361-1730.

Pousada. Essa locação do novo espaço gerou discussões, porquê de acordo com o jornal A Tribuna de hoje (21), um dos locais que podem servir como sede dos novos gabinetes é uma pousada localizada no bairro Muquiçaba. O local foi destaque na reportagem porque tem piscina, quadra e até área de churrasco.

Um dos locais que podem servir como sede dos novos gabinetes é uma pousada.

O proprietário da pousada disse ao jornal que vai participar do chamamento público. “Vou disputar a concorrência, assim como outras pessoas poderão enviar suas propostas. Eles (os vereadores) gostaram da pousada. Temos espaço para estacionamento. No Centro, sem estacionamento, os vereadores passam sufoco na alta temporada. E, se ganharmos, vamos atender aos pedidos de adequações”, disse ele ao jornal A Tribuna.

Resposta. O Portal 27 entrou em contato com a Câmara Municipal de Guarapari para que ela esclarecesse essa situação e recebemos uma nota que dizia o seguinte: 

Nota de Esclarecimento

A nova Mesa Diretora apresentou, no mês de janeiro, o Plano 100 Dias – CMG, onde haviam dez medidas que seriam adotas pela atual gestão. A primeira delas trata da revisão dos contratos de aluguel dos imóveis usados pela Câmara Municipal de Guarapari.

Diante disso, a Câmara criou uma comissão composta por três funcionários para analisar os contratos. Esta comissão identificou que o valor do contrato do anexo somado ao da casa onde funciona o arquivo geral é alto. Junto a isso, também foi identificado que o anexo não atende as necessidades da Câmara por falta de espaço para comportar os gabinetes dos 17 vereadores. Sendo assim, a comissão recomendou que fosse identificado um outro local que pudesse funcionar os gabinetes dos vereadores e o arquivo, o que facilitaria o atendimento à população.

A partir daí, uma comissão da Câmara visitou imóveis e identificou um prédio, localizado em Muquiçaba, onde já funcionou uma pousada, como adequado às necessidades desta Casa de Leis. Além disso, no local também poderia ser instalado, sem custo adicional, o SINE de Guarapari, que é um sonho antigo da população.

Porém, foi decido que antes da Câmara locar qualquer imóvel será realizado um chamamento público para que outros proprietários de imóveis apresentem alternativas.

A Câmara de Guarapari possui um prédio próprio, em Muquiçaba, onde funciona a Secretaria de Trabalho e Assistência Social (Setac). Por decisão da Câmara, foi feito um questionamento à prefeitura sobre a possibilidade de devolução do prédio e sobre quais as reais condições em que ele se encontra. O objetivo é que no local funcione a sede administrativa da Câmara com o plenário.”

Comments are closed.