Atuando agora como Subsecretário de Desenvolvimento Sustentável de Vila Velha e responsável pela pasta do turismo da cidade, Carlos Von entrou em contato com o portal 27 para se defender das acusações feitas contra ele, com relação a disputa entre Vila Velha e Guarapari como ponto de parada de transatlânticos.

Na reportagem publicada anteriormente, Gustavo Guimarães, empresário do ramo hoteleiro, afirmou que essa disputa era uma ação política de Von.  (reveja aqui)

Estudos. Segundo Carlos o que aconteceu foi um convite para ser comunicado de estudos feitos pelo governo do Estado. “Na verdade eu e o prefeito Max Filho Fomos convidados pelo vice governador César Colnago, para que ele pudesse comunicar a gente, que foi feito um estudo por parte da Codesa, indicando que Vila Velha teria condição de fundiar navio transatlântico. Apenas isso. E ele disse que a decisão deste assunto seria estritamente técnica”, explicou.

“A decisão seria feira através de um estudo técnico que seria realizado por parte da Codesa”, explicou Von

Von reforçou ainda que Guarapari também tem condições e que estudos serão feitos para definir o melhor local. “Guarapari também tem condições de fundiar navios pois já foi feito estudo ali na Praia do Morro, Vila Velha ali na região Praia da Costa e Vitória ali no canal. E que a decisão seria feita através de um estudo técnico que seria realizado por parte da Codesa”, disse.

“A administração atual não pode jogar a culpa da incompetência deles em cima de mim”

Carlos Von aproveitou para responder as acusações de Gustavo e criticar a gestão de turismo da prefeitura de Guarapari. “Tivemos uma fala leviana por parte do Gustavo que é presidente da Associação Brasileira de Hotéis, dizendo que eu que estava por trás disso. Foi uma fala política, que eu não sei qual o verdadeira interesse dele em dizer isso. E a administração atual não pode jogar a culpa da incompetência deles em cima de mim. Eles que façam o trabalho deles e mostrem que tem condições de receber transatlântico’, afirmou.

“eu acho que cada um tem que lutar pelo seu espaço, não precisa necessariamente ser apenas uma cidade capaz de receber navio, pode ter mais de uma cidade”.

Para Carlos Von, o Estado pode ter outros pontos de parada de navios. “César foi bem claro dizendo que a decisão seria técnica, como tudo que ele faz lá e não vai ter política envolvida nesse assunto que é um assunto sério. Nada impede também que tenham dois ou três lugares capazes de fundiar navio. Vila Velha pode receber navios, Guarapari pode receber navios, eu acho que cada um tem que lutar pelo seu espaço, não precisa necessariamente ser apenas uma cidade capaz de receber navio, pode ter mais de uma cidade”, diz.

100 dias. Von aproveitou para falar sobre os primeiros 100 dias do governo Edson, com quem disputou as eleições de Guarapari em 2016. “Eu avalio como uma tragédia esses 100 primeiros dias de Edson Magalhães. A saúde está um verdadeiro caos, faltando remédios na UPA, não estamos vendo a presença do poder público municipal em absolutamente nada. Espero que as coisas comecem a melhorar, porque eu não torço para que as coisas deem errado em Guarapari, pelo contrário, eu torço pelo sucesso da cidade, mas infelizmente, pelo que a gente está acompanhando nestes 100 primeiros dias, o cenário para o futuro é nebuloso”, finalizou.

Deixe seu comentário

Comments are closed.