Se a questão dos cruzeiros marítimos anunciados pelo ex-prefeito Orly Gomes (PDT), era um projeto esperado pelo setor turístico de Guarapari, a situação pode ficar ainda mais difícil. É que na manhã de ontem (17), Guarapari descobriu que pode ter um novo concorrente como ponto de parada dos cruzeiros, pois a cidade de Vila Velha entrou forte na disputa.

Em reunião com César Colnago (PSDB), vice governador do Estado, Carlos Von (PSDB), que agora é subsecretário de turismo de Vila Velha, acompanhado do prefeito Max Filho (PSDB), se reuniu também com o secretário de Estado de turismo, José Sales Filho e com a subsecretária Simone Modolo, para discutir pontos de atracação de cruzeiros na cidade Canela Verde.

Equipe de Vila Velha esteve reunida com o vice governador César Colnago para articular a parada dos cruzeiros na cidade.

Vice. Quem divulgou a informação foi o vice-governador que postou a reunião em seu próprio Facebook, onde disse “hoje pela manhã tivemos uma reunião com os representantes da Codesa, SeturES e PMVV para avançarmos nos estudos de viabilidade dos pontos de atracação dos navios de cruzeiro marítimo no litoral do nosso Estado”.

PSDB. Como o vice governador Colnago, o prefeito Max e Carlos Von são do mesmo partido, o setor turístico de Guarapari teme que essa força política possa favorecer Vila Velha. “Do ponto de vista da hotelaria, os cruzeiros não nos beneficiam diretamente, mas é uma exposição muito boa para Guarapari como destino turístico, pois futuramente estes mesmos turistas podem voltar a Guarapari e ai sim, se hospedarem na nossa rede hoteleira”, explica Gustavo Guimarães, empresário do setor turístico de Guarapari.

“Estamos correndo um risco de perder estes cruzeiros, a sociedade precisa se manifestar”, disse Gustavo. Foto: Gessika Avila/Portal 27

Concorrência. Para Gustavo, os cruzeiros em Guarapari vão divulgar a cidade, ajudando na volta dos turistas. Ele acredita que apesar da articulação que Vila Velha está fazendo, não existe capacidade para dois pontos de parada de cruzeiros no Estado. “Ao contrário do Rio que tem a capital, Búzios e Angra, acredito que só temos potencial para um ponto.  E esse local é Guarapari, que já está bastante adiantada neste sentido. Isso é uma tentativa da subsecretaria, através de Carlos Von, que viu uma oportunidade de levar isso para Vila Velha”, afirmou.

Ele disse que isso cria sim uma concorrência e é preciso que a população de Guarapari se manifeste. “Estamos correndo um risco de perder estes cruzeiros, a sociedade precisa se manifestar e apoiar a inciativa em Guarapari. Os turistas dos cruzeiros fazem o dinheiro girar na cidade, eles descem e gastam, então do ponto de vista econômico, isso é importante para a cidade como um todo”, disse Gustavo.

O portal 27 tentou falar com Carlos Von durante todo o dia de hoje, para ele falar sobre o projeto de Vila Velha, mas até o fechamento desta matéria não conseguimos contato.

Prefeitura. Procurada para se manifestar sobre a disputa com Vila Velha a prefeitura de Guarapari disse que “A Secretaria Municipal de Esporte, Cultura e Turismo garante o interesse do município em receber a chegada de cruzeiros. Guarapari está em processo final de licenciamento de seu píer para o recebimento dos cruzeiros. Hoje nenhum município no Espírito Santo possui píer oficialmente licenciado”

 

Comments are closed.