Gente, para onde está indo o dinheiro que se paga a esse rotativo? Os funcionários do mesmo entram em greve. Mas, como assim?! Mas, já? Que política pífia, essa! A cidade não muda. Os noticiários não nos deixam discordar. É inconteste. Um ladrão substitui o outro a cada gestão, alguém já falou.

praia do morro guarapari
Guarapari tem fama de cidade rica, mas é pobre de valores éticos.

Guarapari tem fama de cidade rica, mas é pobre de valores éticos. Como dizem, aqui não desenvolve. Haja vista não ter ainda uma Faculdade Federal instalada nesses rincões. E as gestões anteriores deixaram isso acontecer? Mas, faculdade particular para atender o interesse do setor privado, tem. A SAMARCO, há alguns anos, foi para Anchieta por inabilidade política. Aqui não tem um aeroporto. Não se pode chamar de aeroporto um aeródromo que tem numa cabeceira, um posto de combustível e um centro de compras e na outra cabeceira, um campo de futebol com área habitacional.

Guarapari com esses comportamentos infantis e desproporcional a sua idade, não nega ser uma roça com praia, dada a sua estratosférica estagnação. E o que falar do polo industrial que não sai do papel? E a rodoviária? (Ou seria melhor dizer “rouboviária”?) E a segunda ponte que sempre será uma eterna proposta de projeto político, mas que nunca sai do papel? A frieza de seus moradores é algo vergonhoso, avilta a sensatez e agride a política da boa vizinhança. Isso tudo cansa.

conheca_um_pouco_de_guarapari_5_20141218_1505571106
Aqui não tem um aeroporto. Não se pode chamar de aeroporto um aeródromo que tem numa cabeceira, um posto de combustível e um centro de compras.

Bom mesmo é quando os mineiros chegam por essas bandas. Pois, além de fazer o comércio aquecer, dá a oportunidade de conversar com quem é de fora. Já que os de dentro mal se falam. Quem não lembra da matéria jornalística que escolheu o ES, o Estado que derrotou os outros 26 Estados do Brasil, no quesito: “Quem é o povo brasileiro mais antisocial? ” (…) E para piorar a situação ainda mais, as eleições vem aí, e junto com ela também vem uma renca de gente anônima e pessoas sem nenhum tipo de expressão social, com suas propostas tolas e utopias de ascender politicamente; mas, quando muitos destes passam ao lado do vizinho, nem sequer o cumprimenta.

Isso dá asco! A psicologia tem razão em dizer que o homem é fruto do meio onde vive. Triste ouvir alguém dizer que Guarapari traz duas alegrias. Uma quando você chega e a outra quando você vai. Já são 337 anos assim. Lamentavelmente temos que, a contragosto, concordar. Mas, enfim, alguém se prontifica a responder a primeira pergunta?

Deixe seu comentário