As contas do atual prefeito de Guarapari, Edson Magalhães e do ex-prefeito Orly Gomes, serão colocadas em votação para aprovação ou reprovação, na Câmara Municipal. As contas foram analisadas pelo Tribunal do Contas do Estado (TCES) e enviadas para serem analisadas pela Comissão de Economia e Finanças da casa na sessão desta quinta (7).

As contas de Edson são relativas ao ano de 2006, ano em que ele assumiu o mandato como prefeito, após o afastamento de Antonico Gotardo, de quem Edson era vice. O TCES aprovou as contas de Edson com ressalvas, o que vai ser seguido pela Comissão de Economia e Finanças, que já fez um relatório afirmando que “não há qualquer impedimento de ordem legal que venha obstar sua aprovação”.

As contas do atual prefeito de Guarapari, Edson Magalhães e do ex-prefeito Orly Gomes, serão colocadas em votação para aprovação ou reprovação.

A Comissão de Economia e Finanças é formada pelos vereadores, Marcos Grijó (PDT), Thiago Paterlini (PMDB) e Zé Preto (Podemos), e também analisou as contas de Orly Gomes do ano de 2013  e emitiu um parecer acompanhando Tribunal do Contas, pedindo aprovação das contas do ex-prefeito.

Inelegível. As duas contas serão apreciadas em plenário para que essas aprovações possam ser validadas oficialmente. Quando um prefeito tem suas contas rejeitadas pela Câmara, ele se torna inelegível por até 8 anos. Ou seja, não pode disputar um cargo público durante este período.