Uma campanha surgiu nas redes sociais contra a transferência do delegado Luiz Pascoal, que investigava vereadores de Guarapari por corrupção. Após divulgarmos a transferência dele, surgiu uma manifestação nas redes sociais contra a saída dele de Guarapari. A campanha pede que quem estiver envergonhado(a) com os desmandos e corrupções que vem acontecendo em Guarapari compartilhe a imagem abaixo, com a rashtag #vergonhaguarapari.

1451488_561652567247605_2144373698_n

O próprio delegado manifestou sua indignação com a transferência em uma rede social hoje pela manhã. “E a rasteira aconteceu. Publicada no Diário Oficial do Estado, de hoje, minha remoção para a Delegacia de Marataízes/ES. Obrigado a todos que tentaram impedir e, tenho certeza, continuaram lutando contra a “bandidagem”. Agradecimento especial a todos os policiais do Departamento de Guarapari, em especial à equipe da ‘Patrimonial!”, escreveu ele.

Anderson Tadeu Arpini, um dos criadores da Ouvidoria Popular, diz que se sente humilhado com essa situação. “O sentimento [e de humilhação. O Grupo Pela Moralização de Guarapari, composto por diversos segmentos da sociedade, foi nesta última semana a Brasília ao Ministério da Justiça, Supremo Tribunal Federal e Secretaria de Segurança Pública Nacional apresentar o que ocorre neste caso e voltaremos se preciso for para não permitir com que este crime organizado que assola nosso município há anos continue a fazer o que bem entende. Não podemos permitir influências da velha politicagem no desenvolvimento de Guarapari, esta transferência humilha a cidade, estou com vergonha da Polícia Civil”, disse.

Deixe seu comentário