Os pacientes que procuraram a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), do Ipiranga em Guarapari, nesta terça-feira pela manhã, tiveram que esperar até três horas para ser atendidos. Uma confusão se iniciou na UPA por causa da demora no atendimento e até a Polícia Militar foi acionada.

De acordo com o educador físico, Victor Hanges, 24 anos, que está com dengue, ele chegou à unidade às 10h, e só saiu às 13h. “Eu sei que meu caso não era muito grave, porém havia outras pessoas que precisavam de atendimento rápido. Foi ai que os pacientes ficaram alterados e quiseram invadir a Unidade”, disse.

DSC07058
Demora no atendimento é uma reclamação constante. Foto Wilcler Lopes

Uma idosa de 90 anos, que levou uma queda, chegou à Upa acompanhada de sua filha para ser atendida e no momento não havia enfermeiro para realizar a triagem na paciente e disponibilizar uma cadeira de rodas.

No entanto, os familiares da idosa, buscaram a cadeira e foram até a porta do consultório médico, para que a mesma fosse atendida. Diante da demora no atendimento aos pacientes, gerou-se um tumulto, e a Polícia Militar foi acionada, e foi até o local para controlar a situação.Por meio de nota a prefeitura informou que a PM não constatou a falta de atendimento, e em seguida, deixou a Unidade.

DSC07057
Muitas pessoas entre homens, mulheres e crianças aguardam atendimento. Foto Wilcler Lopes

Ainda segundo a nota, a prefeitura informou que um dos profissionais que realiza a triagem, está com problemas de saúde e apresentou atestado médico de última hora, havendo assim, um atraso de uma hora na triagem. A administração da UPA entrou em contato com outro profissional habilitado, que estava fora da escala, para atuar como substituto. Disse ainda que às 13h,todos os pacientes já haviam sido atendidos pelos médicos da Unidade.

Por Rosimara Marinho

Deixe seu comentário