Com o objetivo de cumprir mandados de busca e apreensão em diversos estabelecimentos comerciais, localizados ao longo da BR 101 Sul, que vendiam drogas e remédios estimulantes para motoristas, teve início na madrugada de hoje, a Operação Corujão.  A ação foi desencadeada pela equipe da Superintendência de Polícia Especializada, sob coordenação do superintendente adjunto, delegado Diego Yamashita.

 A ação foi desencadeada pela equipe da Superintendência de Polícia Especializada

Os pontos eram localizados em Guarapari e Mimoso do Sul. “Um ex-funcionário da empresa nos indicou quatro pontos onde, possivelmente, haveria a venda da substância arrebite, a mesma que foi encontrada no sangue do motorista que morreu na tragédia em Guarapari”, conta o delegado titular da Delegacia de Delitos de Trânsito Alberto Roque Peres. 

Reni Elias Sartori, de 61 anos, e Antônio Domingos Angelo Mario, de 50 anos, foram autuados por tráfico de drogas. Reni é dono de um posto de gasolina localizado em Jabaquara, Anchieta.

Dentro da gaveta da lanchonete do posto foi encontrado 157 comprimidos de rebite. Segundo as investigações, esses comprimidos eram vendidos para caminhoneiros.    Yamashita esclarece que a venda irregular desses medicamentos é considerada tráfico de drogas. “A pessoa que comercializa medicamentos que têm princípio ativo, que é previsto pela Anvisa na lista de drogas, de maneira irregular, ela tem o tratamento jurídico da mesma maneira da pessoa que vende cocaína, crack e maconha”.

Deixe seu comentário

Comments are closed.