Cerca de 240 alunos participaram do encerramento do Projeto de Leitura da Escola de Ensino Fundamental e Médio Zenóbia Leão, em Guarapari. São estudantes do 9º ano do Ensino Fundamental II, ao 3º ano do Ensino Médio, com idade entre 14 e 17 anos.

Encabeçado pela área de Linguagens, a diretora Luciana Afonso Zuqui, explica que, como a escola participa do “Jovens de Futuro”, um projeto maior no qual se identificam as fragilidades e os desafios que os professores tem que enfrentar, e um dos desafios identificados pela área de linguagem é a falta de leitura. A partir dessa fragilidade, foi criada a ação chamada Clube de Leitura.

No Clube de Leitura, segundo Luciana, os professores trabalharam, a princípio, livros de leituras mais simples, até chegarem aos clássicos. “Ao longo do ano eles leram alguns livros e, a partir de cada título que era lido, eles produziam alguma atividade”, conta.

Para o professor de Língua Portuguesa Lucas de Souza, a leitura é muito importante para os alunos, pois através dela, eles aumentam vocabulário, conhecem novos mundos, ampliam o conhecimento. De acordo com o docente, desde o início do ano, os alunos são incentivados a ler.

A turma sob responsabilidade de Lucas, inclusive, escolheu um livro do Harry Potter, da escritora britânica J.K. Rolling. “Esse é o momento onde os alunos finalizam com uma retratação cênica, uma peça de teatro, mostrando cenários também – os alunos fizeram o castelo, uma floresta negra, um corredor com as velas retratando algumas partes do livro Harry Potter”, afirma o professor, feliz com o resultado.

Luciana destaca que “a relevância do projeto é justamente identificarmos o desenvolvimento do gosto da leitura. Para chegar onde eles chegaram, eles tiveram que ler e eles aprenderam que ler é uma coisa legal, uma coisa divertida”.

A diferença pode ser sentida sobretudo nas aulas de Língua Portuguesa. “Perceber que houve mudança de comportamento dos alunos, o silêncio na leitura em sala de aula, eles conseguem se concentrar na leitura em sala e pra gente isso é um avanço enorme”, afirma a diretora que se alegra também com o aumento do empréstimo de livros. “Os alunos tinham uma meta de seis livros por pessoa e alguns leram bem mais do que isso”, declara. Segundo a diretora, a escola mede também a relevância do projeto com base nos “resultados das avaliações externas de Língua Portuguesa”.

A diretora calcula que mais de 1000 livros foram lidos pelos 240 alunos. Um motivo segundo ela, para comemorar. 

Deixe seu comentário

Comments are closed.