Um homem identificado como Carlos Alberto Viana Freire, 75, morreu atropelado na tarde de hoje por volta das 14 horas. De acordo com as primeiras informações, Carlos Alberto, seria ex-vereador de Vitória e estaria na frente da sua casa, na rodovia do sol próximo a Setiba, cuidando de uma obra na sua residência.

IMG-20131002-WA0004
Policia isolou o local onde ocorreu o atropelamento. Foto Roberta Bourguignon.

Ele estaria na pista, organizando umas máquinas alugadas para a sua obra, quando foi atropelado por uma mulher – ainda não identificada – que dirigia um Focus prata.

IMG-20131002-WA0006
Familiares ficaram desolados com o ocorrido.Foto Roberta Bourguignon.

Maiores informações a qualquer momento.

 Atualizado em 03/10

O ex-vereador, Carlos Alberto Viana Freire, que hoje (3) completa 76 anos, estava na frente da sua casa em Santa Monica, em Guarapari ajudando nas obras do prédio onde morava, quando foi atropelado e morreu.

O acidente aconteceu por volta das14h de ontem (2), às margens da Rodovia do Sol em Santa Mônica, próximo ao Radar cuja velocidade controlada é de 60 quilômetros por hora. Com o impacto da batida, a vítima foi arremessada cerca de 30 metros de distância e morreu na hora.

Segundo o pedreiro Joci Nossa Pagung, 38 anos que trabalhava para Carlos Alberto, ele estava orientando os maquinistas a saírem do terreno para entrar na pista quando foi atingido por um Ford Focus Cinza prata placa ODD-2880 de Vitória. “Eu estava no terceiro andar da casa dele, ouvi o barulho e vi o acidente, ele praticamente voou, foi horrível”, lamentou Joci.

A motorista do Ford, Maria do Carmo Monteiro Dalla, 69 anos segundo a Polícia Militar ficou em estado de choque, precisou ser socorrida para uma Unidade de Saúde em seguida foi conduzida ao DPJ de Guarapari para fazer os trâmites padrões.

A vítima faria aniversário amanhã e era muito querida. Os amigos e familiares estavam preparando uma festa para ele.

Os familiares ficaram muito abalados com a morte e preferiram não conversar com a reportagem.

O motorista Silvano Borges, 33 anos, contou que esse não foi o único acidente no local, segundo ele, os motoristas não respeitam o semáforo. “Nós vamos nos mobilizar em homenagem ao seu Carlos, para pedir mais atenção dos motoristas aqui no local. Ele tinha muitos sonhos e foram interrompidos dessa maneira trágica”, desabafou.

 

 

 

Deixe seu comentário