O que era para ser um trabalho de rotina acabou em acidente. O alinhador Rogério Pereira, 32 anos, saiu de Santa Mônica Sentido Centro de Guarapari para fazer um teste no carro de um cliente da loja onde trabalha um Fiesta prata, placa HCJ-1196 que havia acabado de ser alinhado e balanceado e acabou capotando.

O acidente aconteceu por volta das 12h de ontem, na Rodovia do Sol, altura do bairro Jardim Boa Vista, em Guarapari. Segundo o alinhador ele foi atingido na traseira por um Crossfox, perdeu o controle, bateu na traseira de uma pick-up fiorino que cruzava a pista, capotou e atingiu a parede de um galpão, além de quebrar parte da parede do escritório. Por sorte ninguém se feriu.

GEDSC DIGITAL CAMERA
Fiesta prata que havia acabado de ser alinhado e balanceado e acabou capotando. Foto Rosimara Marinho.

Uma equipe do Pelotão de Trânsito da Polícia Militar de Guarapari esteve no local para registrar a ocorrência. O alinhador fez o teste do bafômetro que deu negativo e foi conduzido ao DPJ. Ele assinou um Termo Circunstanciado e foi liberado.

De acordo com o delegado de plantão Luiz Carlos Claret Pascoal, ele vai responder pelo artigo 309 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), por colocar em risco a vida das pessoas e dano ao patrimônio.O alinhador conversou com a reportagem e disse que se livrou da morte por causa das orações de sua mãe.

GEDSC DIGITAL CAMERA
Funcionário pode responder pelo artigo 309 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), por colocar em risco a vida das pessoas e dano ao patrimônio. Foto Rosimara Marinho.

O dono do fiesta, o motoboy Helton Merisio Espini, 26 anos, contou que ficou sabendo por conhecidos que seu carro havia capotado. “Isso para mim foi uma fatalidade, pois já conheço a equipe da oficina e isso nunca aconteceu antes, por sorte ninguém se machucou”, disse Helton.

Já o microempresário Paulo Andalício Ferreira, 45 anos, contou que havia três funcionários trabalhando em frente ao galpão quando o acidente aconteceu.

“Eu já vi vários acidentes ocorrerem aqui, pois os carros andam em alta velocidade e acaba deixando vítimas. Já vi muitas vítimas fatais, hoje por sorte os funcionários saíram antes do acidente. Temos que nos mobilizar para instalarem um radar aqui, pois é muito perigoso”, disse Paulo.

Jpeg
Por pouco carro não atingiu as pessoas do local. Foto Rosimara Marinho
Deixe seu comentário