De acordo com o jornal A Gazeta de hoje, a policia civil de Guarapari vai ouvir novamente as testemunhas do caso em que alguns vereadores estariam envolvidos em esquemas de corrupção.

De acordo com a reportagem, o  pedido de novas investigações foi da juíza da 3ª Vara da Criminal de Guarapari, Simone de Oliveira Cordeiro.

A policia já havia pedido a prisão preventiva do vice-presidente da Câmara Jorge Ramos (PPS) e do secretário da mesa diretora Lincoln Cavalcante (PTN).

Vereadores foram contrários ao projeto.
Vereadores continuam trabalhando normalmente.

Segundo a matéria, os outros dois citados na denúncia de participar de cobrança de propina são Aratu Capistrano (PV) e Dito Xaréu (PTB). Todas estariam sendo acusados de cobrar RS 100 mil de propina para derrubar a lei da bilhetagem.

CPI. Ainda segundo o jornal, o presidente da Casa Wanderlei Astori (PDT), disse que está aguardando a cópia do inquérito policial para criar uma CPI. Ele disse que não recebeu o documento. “sem a cópia, fico com as mãos atadas”, afirmou a reportagem. O caso continua em segredo de Justiça.

Deixe seu comentário