Um homem de 49 anos foi preso em flagrante nesta terça-feira (12), suspeito de comprar uma carga de óleo de cozinha furtada no dia 25 de fevereiro de 2020, em Guarapari. A prisão foi efetuada pela Polícia Civil em uma churrascaria da BR-101, onde o detido trabalhava como gerente.

Na churrascaria onde o suspeito foi preso, foram apreendidas 47 caixas contendo 20 garrafas de óleo em cada, totalizando aproximados 820 quilos do produto.

O crime. De acordo com o delegado Giano Pizzani Trindade, o carregamento de óleo vinha do Paraná, com destino à cidade de Serra, mas foi furtado em Guarapari. “Recebemos informações anônimas de que o detido havia comprado parte da carga. Quando chegamos ao local, ele não tinha nota fiscal para comprovar a legalidade. Por isso, apreendemos o produto”, explicou Trindade.

Apreensão. Na churrascaria onde o suspeito foi preso, foram apreendidas 47 caixas contendo 20 garrafas de óleo em cada, totalizando aproximados 820 quilos do produto.

O proprietário do estabelecimento não estava no local no momento da operação, mas também será indiciado pelo mesmo crime. As investigações continuarão para identificar os autores do roubo. “Caso a população tenha informações que contribuam com o trabalho policial, que realize uma denúncia anônima pelo Disque-Denúncia 181”, afirmou o delegado responsável pelo caso.

Prisão. O delegado disse ainda que o gerente da churrascaria fazia as compras, recebia as mercadorias e agia em nome do dono. “Ele comprou essa carga sem as devidas cautelas e responderá por receptação qualificada no exercício da atividade comercial”, ressaltou.

A Delegacia Especializada de Crimes Contra os Transportes de Cargas (DECCTC) entrou em contato com a vítima para devolver o produto recuperado.

O detido foi encaminhado ao Centro de Triagem de Viana (CTV), onde permanece à disposição da Justiça.

Deixe seu comentário