Depois de três dias tentando obter uma resposta da Secretaria Estadual de Saúde e da Secretaria Estadual da Casa Civil, o Portal 27 não obteve a confirmação da informação de que o Deputado Estadual Carlos Von (Avante), teria conseguido junto ao governo do Estado, a aquisição de uma UTI Móvel para Guarapari.

Contatos. Entramos em contato com as respectivas assessorias da secretarias no dia 30 de outubro por e-mail, pedindo informações se existe verba definida/separada e determinada para que Guarapari tenha essa ambulância com UTI móvel.

Deputado Estadual Carlos Von (Avante), teria conseguido junto ao governo do Estado, a aquisição de UTI Móvel para Guarapari.

Sem resposta. No dia 31, reforçamos os contatos por telefone e até o fechamento desta matéria, o governo do Estado não nos confirmou se existe verba separada, empenho, emenda ou qualquer processo específico em andamento, para comprar uma ambulância com UTI móvel para Guarapari.

Pedido. O deputado havia afirmado que “no início do ano quando o governador abriu a possibilidade dos deputados novatos indicarem os investimentos, eu não pensei duas vezes em indicar a aquisição de uma UTI móvel para o município de Guarapari. E abri esse processo através de um oficio protocolado ao secretário chefe da casa civil, Davi Diniz”, disse o deputado.

Siga. O deputado mandou um oficio ao prefeito e a secretária municipal de saúde e que eles teriam negado receber a ambulância e não teriam colocado a UTI no sistema de convênios do governo do Estado, chamado SIGA.

Parecer técnico. A prefeitura negou que tenha rejeitado a ambulância e nos informou que protocolou no SIGA, desde junho, a vontade de receber a ambulância através do sistema de convênios do Estado.

Ao Portal 27 a secretária Alessandra Gaigher já havia dito “o que nós demos como resposta ao deputado foi um parecer técnico com base nas Portarias do Ministério da Saúde e no serviço já prestado pelo Samu no município. Em momento nenhum houve recusa da UTI móvel. Explicamos o que precisaríamos ter para a obtenção deste veículo. Chegamos inclusive a cadastrar a proposta no Siga”, explicou a secretária.

Deixe seu comentário