Após sobreviver a um tiro de espingarda calibre 12, o policial civil e ex-vereador Jorge Figueiredo, concedeu entrevista ao Portal 27 onde contou alguns detalhes da ação que prendeu uma quadrilha de Minas e matou um dos bandidos em Guarapari.

Jorge explicou que foi uma ação conjunta das policias capixabas e mineiras.

Jorge explicou que foi uma ação conjunta das policias capixabas e mineiras. “Os policiais civis de Minas rastrearam eles até Guarapari e vieram para captura-los. E nós demos o reforço nosso aqui. Desde ontem que nós estamos fazendo esses levantamentos. Descobrimos onde eles estavam ficando e fizemos o cerco para apanhá-los. Na hora da abordagem eles resistiram e começaram a troca de tiros e eu recebi um tiro de 12”, explicou Jorge.

Assim que recebeu o tiro, Jorge revidou. “Um tiro pegou na minha mão direita onde eu empunho a arma e no meu antebraço. Nós revidamos e com mão esquerda eu continuei atirando. Os meus colegas também chegaram e conseguimos prendê-los, sendo que um deles veio a óbito”, disse.

Passado o susto, Jorge agora espera a cirurgia. “Agora eu estou bem, vou ter que fazer uma reconstituição na mão, porque o tiro abriu a minha mão. No antebraço o tiro entrou e saiu. Agora já fiz uns exames aqui e vou para Vitória para fazer outros exames e fazer o procedimento de reconstituição da mão”, explicou.

Jorge agradeceu o apoio dos colegas e das pessoas. “Graças a Deus eu estou bem, poderia ser pior”, falou.

Deixe seu comentário