Em comemoração aos 126 anos de emancipação política de Guarapari a prefeitura preparou uma programação especial com shows locais e nacionais e o Festival de Bandas e Marchas. Nesta sexta-feira (15) o prefeito Edson Magalhães deu início as festividades, no Kart In Door, e prometeu investir no turismo.

A abertura das festividades aos 126 anos de Guarapari aconteceu na noite de ontem.

Em seu discurso Edson afirmou que ” é necessário movimentarmos o turismo na cidade. É necessário empreendermos. É necessário motivarmos as pessoas a um projeto maior. Não um projeto de vida, mas um projeto de renda e emprego. É necessário  que nós nos unamos para transformarmos essa cidade em um ambiente saudável. Guarapari é a principal cidade turística do Espírito Santo e uma das principais do país”.

O prefeito também rebateu as críticas sobre a realização da festa da cidade em um momento em que o país inteiro passa por uma grave crise econômica.  ” O projeto maior é resgatar Guarapari do anonimato. A cidade ficou 4 anos paralisada e alguém hoje foi para  a mídia dizer que estamos vivendo uma crise econômica e a prefeiura não deveria fazer festa. Quem é prefeito desta cidade sou eu, quem tem secretários sou eu, quem faz gestão somos nós. Pegar uma prefeitura dilacerada e em 8 meses colocar os trens nos trilhos só me leva a entender que isso é inveja de quem não fez em relação a quem faz”, disse o prefeito.

Segundo o prefeito, a festa da cidade está sendo realizada com a ajuda de algumas parcerias. “Um evento  como este aqui tem a participação da prefeitura como o principal na questão da  verba, mas  temos bons parceiros aqui. Temos um gasto de mais de R$ 400.000,00 nesse evento aonde temos a participação do Banestes que nos ajudou com R$ 90.000,00 e várias pequenas empresas que  nos ajudaram, inclusive, na montagem dessa arena. O município vai gastar nesse festejo cerca de R$ 240.000,00. O fato de nos termos licitado as bandas em R$ 327.000,00 não significa que o município vai pagar R$ 327.000,00. Ele tem a obrigação de pagar as bandas antes que elas se apresentem, mas por outro lado temos esse aporte do privado e do público, que no caso é o Banestes, que estão entrando para poder compor essa receita”.

Ele também explicou que o evento traz um retorno financeiro para a cidade. “Temos cadastrados aqui cerca de 70 pessoas com suas barracas e se formos lá foram vamos encontrar mais 100 pessoas lá. Se pegarmos esses quatro dias e fizermos um somatório do que vai passar aqui de pessoas e do que eles vão deixar de dinheiro aqui, vai dar quase um milhão de reais. A cidade precisa fomentar a economia e a gente faz fomente, evidentemente, através de eventos”.

“O desafio maior que acho que temos para Guarapari é resgatarmos de vez essa questão do turismo. Nós precisamos  fazer turismo o ano inteiro em Guarapari. Então s e nós tivermos aqui cinco grande eventos  durante o ano, nós vamos poder movimentar a cidade”, afirmou o prefeito.

O prefeito posou ao lado das crianças do projeto PET que fizeram uma apresentação musical na abertura da festa.

Edson também revelou que tem planos para aproveitar as melhorias no aeroporto de Vitória e atrair turistas para Guarapari. “Estou pensando é fazer um convênio com o Governo do Estado, através da ANAC. Já que nós vamos ter um aeroporto de ponta no Espírito Santo, nós podemos colocar um Uber avançado em Guarapari. Nós termos aqui cerca de 30 veículos bem equipados, veículos executivos e três ônibus, onde nós pudéssemos ter um espaço no aeroporto de Guarapari com horas de voos que chegam do Rio de Janeiro, São Paulo ,  Brasília e Minas Gerais, que são os principais turistas do Espírito Santo para que a gente possa linkar também nossas aências de viagens com as principais do Brasil e trazermos turismo o ano todo através do aeroporto de Vitória”.

O prefeito disse ainda que pretende desenvolver cinco grandes projetos turísticos na cidade. “Temos a Esquina da Cultura, o Chopp Sertanejo é projeto um evento que que vem para ficar. Acho que o festival de frutos do mar também é e a festa da cidade não deixa de ser um grande evento para Guarapari e qualificar e melhorar cada vez mais o nosso carnaval”.

Além dos cinco projetos, o prefeito disse ainda que pretende investir no agroturismo. “Quando fala em desenvolvimento falo nesses cinco projetos para a região urbana. Quando a gente vai para a região rural outros desafios e projetos poderão vir para transformarmos nossa região em um polo turístico de agronegócio. A exemplo a criação da Neueva Buenos Aires, que seria uma mini Gramado. Isso é uma coisa que traz turismo de qualidade e com dinheiro. Ou seja, nós teríamos dois bons momentos em Guarapari. O momento do turismo de praia e o momento do turismo de montanha”.

Deixe seu comentário

Comments are closed.