O Dia D do combate à dengue, que ocorreu na última quarta-feira (10), foi um verdadeiro sucesso. A ação foi realizada na Praça Domingos José Martins, na Vila, e em Itaoca, durante todo o dia. O objetivo é diminuir o número de casos notificados e confirmados no município.

Para conscientizar a população, servidores da secretaria de Saúde entregaram panfletos e orientaram sobre os cuidados necessários para evitar a proliferação do mosquito. Alunos das escolas Marluce Bianchi de Souza Viana e Elvira Meale Lesqueves, ambas de Itaoca, e Narciso Araújo, da Vila, também participaram da ação fazendo uma passeata contra a dengue, junto com a população em geral.

Prefeitura que combate à dengue. Foto: Ascom/Itapemirim.
Prefeitura que combate à dengue. Foto: Ascom/Itapemirim.

De acordo com o secretário de Saúde, Tarcízio Peçanha, o Dia D foi muito bom, mas o combate está sendo realizado todos os dias. “Diversas secretarias se uniram para enfrentar essa guerra contra a dengue e estamos realizando diversos serviços, como limpeza de córregos e terrenos, intensificação dos trabalhos dos agentes de endemias e fiscalização. Ainda assim, a nossa luta só vai surtir efeito se a população colaborar, eliminando os focos de acúmulo de água e denunciando os que não cumprem o seu papel”, diz.

O secretário diz, ainda, que é muito importante notificar os casos, pois só assim a secretaria poderá direcionar os atendimentos e elaborar estratégias para combater a doença. “Caso alguém esteja com suspeita de dengue, é muito importante que vá até uma unidade de saúde e se consulte com um médico. Somente assim, a secretaria ficará sabendo dos números de casos, que devem ser confirmados com exame específico, e direcionar, por exemplo, um agente para utilizar a bomba costal e isolar a área”, completa.

A prefeita em exercício, Viviane Peçanha, está engajada na campanha e reforça a importância da participação da população. “Os nossos agentes realizam um trabalho incessante, mas, ainda assim, jamais será suficiente se nós não fizermos a nossa parte. Por isso, se o seu vizinho não faz a parte dele, você poderá ligar para o telefone 153 e nos informar. Precisamos conscientizar a todos sobre a importância de combater os focos do mosquito e a necessidade de se tratar a dengue como uma doença séria e que pode levar à morte”, finaliza.

Fonte: Ascom/Itapemirim.