Banner TOP
Ribero e Padua
JB Padrão

Por Larissa Castro

Com a proximidade do Natal diversas pessoas entram no clima e se sensibilizam para realizar sonhos e reascender a luz da esperança nos corações. Em Guarapari, pelo segundo ano consecutivo, quem se contempla com essa solidariedade são crianças carentes de creches do Município. Nesta quinta-feira (13), quem frequentou a CEMEI Vovó Arlete, no Bairro Camurugi, pode viver o encanto natalino com a chegada da Mamãe Noel, que veio repleta de brinquedos para serem doados através do projeto “Um Brinquedo Por Um Sorriso”.

Em Guarapari, pelo segundo ano consecutivo, quem se contempla com essa solidariedade são crianças carentes de creches do Município.

Aposentada, Marilza Martins, 59, anualmente compra cerca de 300 brinquedos para serem entregues na época do Natal. Ela prefere não contar com ajudas financeiras, pois vê o voluntariado como forma de agradecer a Deus por um milagre de vida. “Na minha infância eu nunca tive a oportunidade de ganhar brinquedos no Natal, pois meus pais não tinham condição, esse é o motivo inicial, pois vejo o reflexo dessas crianças em meu passado. Mas o que fez de fato com que eu começasse, foi um milagre que Deus fez em minha vida, após um acidente automobilístico no ano de 2015. Fiz uma promessa, Ele me deu a cura e agora vou fazer essa ação até meu último ano de vida”, se emociona.

Aposentada, Marilza Martins, 59, anualmente compra cerca de 300 brinquedos

Esta é a segunda edição do projeto e mesmo sem pedir por ajudas, um parente de Marilza se prontificou em ajuda-la para que ainda mais crianças sejam alcançadas. “Meu primo é empresário em Goiânia e resolveu fazer uma colaboração, mas foi escolha dele. E também no dia da entrega sempre levo alguém da família para me ajudar na distribuição, mas tem que ir a caráter para não perder o clima”, conta a aposentada.

Com muito carinho, antes do mês de dezembro chegar, a voluntária busca por alguma creche que tenha crianças mais carentes e junto a direção do local escolhido, ela faz um balanço com o número total de meninos e meninas, para ninguém ficar de fora. “Eu levo os presentes contados, faço questão de embrulhar um por um e ainda coloco uma balinha em cada embrulho. O sorriso que surge no rostinho de cada um é algo insubstituível”.

Camara Municipal de Guarapari – Participe
Ideally

Institucional MAllagutti
Banner Marcelo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here