O antigo estádio Davino Mattos no Centro de Guarapari vai se tornar um megaempreendimento de cinco torres com direito a shopping center, um apart hotel com heliporto, salas comerciais e apartamentos residenciais.

O empreendimento, chamado Absolute Town Mall e Residence, que começa a ser construído até o final do ano é da empresa Alfa Construtora que adquiriu o espaço em 2012 por 20 milhões de reais e deve injetar R$ 201 milhões nos próximos cinco anos para a construção.

cinco-torres1
Absolute Town Mall e Residence começa a ser construído até o final do ano deve injetar R$ 201 milhões na obra.

Em audiência pública na noite de ontem (14), para apresentação do Estudo de Impacto de Vizinhança (EIV) os responsáveis deram detalhes sobre o projeto. “Nós fizemos um estudo para saber sobre o que esse empreendimento vai causar de interferência na região. Com o resultado desse impacto quantificado, a gente busca contrapartidas e medidas compensatórias”, disse Jefferson Miranda Pimentel, responsável pelo EIV.

Serão construídos cinco prédios com 24 pavimentos, sendo 16 pavimentos de garagens totalizando 1546 vagas, 3 pavimentos duplos de shopping com três salas de cinema e o subsolo.

audiencia-tall-mall
Uma das condicionantes definidas pela prefeitura é que as ruas no entorno do espaço sejam alargadas.

Alargamento. O secretário de Planejamento e Desenvolvimento Urbano e Rural de Guarapari e presidente do Conselho do PDM, Antônio Chalhub esclareceu que uma das condicionantes definidas pela prefeitura é que as ruas no entorno do espaço sejam alargadas para 12 metros e seja construída uma baia para os ônibus que não atrapalhe o trânsito na avenida principal.

cinco-torres2
Depois de pronto serão 700 empregos no shopping e 100 vagas para hotel e mais 50 empregos de limpeza e a parte residencial.

Empregos. Segundo o arquiteto Sandro Pretti, o empreendimento denominado multifamiliar será referência na cidade e deve gerar renda e emprego no município. “O empreendimento vai injetar diretamente no município 201 milhões de reais, sem contar os impostos que serão pagos. 3 mil pessoas serão empregadas durante a construção e a mão de obra qualificada será do município. Depois de pronto serão 700 empregos no shopping e 100 vagas para hotel e mais 50 empregos de limpeza e a parte residencial”., explicou.

Ao redor do estádio existem cerca de 40 comércios que serão demolidos. Segundo o secretário, o empreendedor já conversou com os comerciantes e é a própria empresa que vai informar o início da obra para a retirada dos ocupantes e demolição do espaço.

Comprado em 2012, as obras não começaram imediatamente por causa de uma briga judicial sobre a posse do espaço. Mesmo sem a decisão concreta da justiça, a Alfa Construtora apresentou na noite de ontem pela primeira vez, o estudo de impacto de vizinhança. As obras começam em dezembro e podem durar até cinco anos.

Comments are closed.